Falta de respeito com pacientes portadores de Diabetes Mellitus,na (USF) do Costa e Silva

0
2148

Um problema sério, mas recorrente. Usuários da Unidade de Saúde da Família (USF), que fica localizado, no bairro do Costa e Silva, em João Pessoa, denunciou ao GPS da Notícia a falta de respeito com os pacientes portadores de Diabetes pela falta de profissionais de Enfermagem que estão afastados de suas atividades desde o mês de março.

Nossa equipe conversou com um paciente, portador de Diabetes Mellitus, Genival (33) anos Estudante, morador do bairro do Costa e Silva que foi até a Unidade de Saúde a procura por atendimento, e mais uma vez  foi informado que a Unidade dispõe de (04) quatro profissionais de Enfermagem, sendo que os mesmos estão de atestado médico, deixando o atendimento desprovido. Sabendo ainda que a diabete mellitus é uma doença crônica de alta incidência no país, esta patologia causa uma grande morbimortalidade ao portador que reflete diretamente na qualidade de vida.

Sabemos ainda que, desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os organismos de saúde de todo o mundo apontam uma relação de gravidade maior nos casos de infecção em pessoas com diabetes e outras condições pré-existentes.

Já este ano o Presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, que promulgou a Lei nº 11.697, de autoria do deputado Raniery Paulino (MDB), que assegura prioridade de atendimento a pessoas com diabetes nos órgãos públicos, estabelecimentos comerciais e instituições financeiras. A lei foi publicada na edição do mês (05/2020) do Diário Oficial do Estado (DOE).

“Trata-se de iniciativa que visa facilitar a vida daqueles que sofrem com a doença crônica, que afeta a forma como o corpo processa o açúcar no sangue”, Raniery Paulino lembra que, de acordo com o Ministério da saúde, no diabetes o pâncreas não produz insulina suficiente ou o corpo não consegue utilizá-la de maneira eficaz, destacando que, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente no Brasil mais de 13 milhões de pessoas convivendo com a doença, o que representa 6,9% da população nacional.

A redação do GPS da Noticia, entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Município de João Pessoa, para mais esclarecimentos mais até o fechamento desta matéria não obtivemos sucesso.

Deixe uma resposta