Facebook oferece “dinheiro extra” para quem fizer mais streamings

0
86

Instagram está a investir em novas ferramentas para ajudar os seus criadores a ganhar mais dinheiro com a plataforma. Durante o primeiro evento Creator Week, Mark Zuckerberg apresentou novos recursos que vão ajudar os influenciadores a ganhar “dinheiro extra” para cumprimentos de metas específicas.

Com o novo programa, os influenciadores podem ganhar pagamentos adicionais “por atingir certos marcos”. No Instagram, os criadores podem ganhar “bônus” vendendo um determinado número de emblemas nos seus streams ou transmitindo com outra conta. No Facebook, os bônus virão por meio de “Stars Challenges”, que recompensa os criadores por cumprirem as metas de streaming e concluir outras tarefas definidas.

Além de aumentar a receita para os criadores, os novos desafios também podem incentivar os influencers a dedicar mais tempo a criar conteúdos para seus fãs no Instagram e no Facebook em comparação com outras plataformas. “Acreditamos que você deve ser recompensado pelo valor que agrega aos seus fãs e à comunidade em geral”, disse Zuckerberg durante o evento.

Você que ama tudo sobre celular e sempre quis saber como consertar o seu próprio aparelho, vai descobrir agora,e sem sair de casa! Ficou interessado? Então clique no link abaixo e saiba mais.

O CEO disponibilizou novos detalhes sobre os planos da empresa para permitir que influenciadores ganhem comissão diretamente dos posts de compras dentro do aplicativo. Com a alteração, as marcas podem definir taxas de comissão para os produtos que vendem no Instagram. Quando os criadores marcam esses produtos em suas publicações, eles ganham comissão com base no número de vendas geradas nos seus posts.

Ademais, Instagram está permitindo que os criadores que já vendem seus próprios produtos vinculem suas lojas existentes a seus perfis do Instagram. Zuckerberg já havia revelado um pouco o recurso “creator shops”, mas agora está a ser lançado para os criadores.

Facebook introduziu as novas ferramentas à medida que intensifica os seus esforços para atrair criadores, que têm um número crescente de plataformas disponíveis para monetizar seus seguidores.

Embora as maiores estrelas do Instagram tenham conseguido acordos de patrocínio com marcas no passado, a plataforma não fez muito para facilitar esse tipo de arranjo, especialmente para nomes emergentes que podem não ter tanto reconhecimento. Mas Zuckerberg falou recentemente sobre a necessidade de uma espécie de “classe média de criadores” que possa tornar as plataformas sustentáveis para uma gama mais ampla de pessoas.

Na Creator Week, ele também – mais uma vez – enfatizou que o Facebook pretende ter taxas mais favoráveis do que os aplicados pela Apple, quando começar a receber dos criadores em 2023. Ele não disse quais seriam essas taxas, mas que disse “vai ser menos do que os 30% que a Apple e outros recebem.”

Fonte: Engadget

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões