Facebook dá mais um passo para limitar as Fake News

0
117

Em mais uma etapa para combater a desinformação na plataforma, o Facebook está dando um importante passo para limitar as páginas que costumam divulgar notícias falsas.

Se tentar gosstar o seguir uma página desse tipo verá um pop-up a informar que a página “partilha informações falsas repetidamente” e que “verificadores de factos independentes disseram que as informações são falsas”. Em seguida, terá a opção de voltar à página anterior ou seguir a página de qualquer maneira.

Haverá também um link “saiba mais” que fornecerá mais algumas informações sobre o motivo pelo qual esta página foi rotulada como tal, bem como outro link “saiba mais” que fornecerá mais informações sobre o programa de verificação de factos do Facebook.

Você que ama tudo sobre celular e sempre quis saber como consertar o seu próprio aparelho, vai descobrir agora,e sem sair de casa! Ficou interessado? Então clique no link abaixo e saiba mais.

A empresa também disse que aumentaria as penalidades para contas individuais do Facebook que repetidamente partilham informações incorretas, no sentido de que outros utilizadores verão menos informações sobre elas emno seu Feed de notícias.

Finalmente, o Facebook redesenhou as notificações que aparecem quando os utilizadores  partilham conteúdo que os Fact-checks rotularam como falso. A notificação agora incluirá o artigo do verificador de factos que explica por que a informação é enganosa, junto com a opção de partilhar esse artigo. Os utilizadores também serão notificados de que os posts de utilizadores que partilham notícias falsas repetidamente serão posicionadas mais abaixo no Feed de notícias, tornando menos provável que outros utilizadores as vejam.

Nos últimos dois anos, o Facebook tem introduzido uma série de medidas para combater a desinformação na plataforma. Isso inclui a introdução de limites de encaminhamento de mensagens no Messenger, encorajando os utilizadores a ler um artigo antes de partilhá-lo, colocar rótulos de advertência em notícias falsas e – o mais famoso – bloquear Donald Trump de usar a plataforma. Apesar desses esforços, a empresa ainda tem um longo caminho a percorrer antes de poder dizer que realmente se livrou das notícias falsas.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões