Facebook começa a partilhar mais dados sobre a localização do COVID-19

0
96
Facebook começa a partilhar mais dados sobre a localização do COVID 19
Facebook começa a partilhar mais dados sobre a localização do COVID 19

Red Magic 5G

O Facebook encontra-se neste momento a partilhar ainda mais informação sobre a localização dos seus utilizadores mas desta feita com uma razão válida, com os investigadores da COVID-19.Em simultâneo alguns dos utilizadores da rede social mais famosa andam a ser questionados para reportarem eles próprios alguns sintomas que eventualmente comecem a ter semelhantes ao que o coronavírus produza no ser humano.

Este programa vêm permitir aos investigadores ter acesso a informação valiosa nesta altura acerca dos padrões de movimentação das pessoas e do próprio coronavírus, e ajudar os mesmos a entender cada vez mais a pandemia da COVID-19. A Data for Good, é a empresa que utiliza de uma forma agregada e anónima a informação das aplicações que têm acesso ao Facebook a nível académico, e é essa mesma empresa que está encarregue deste assunto. Irão ser agora disponibilizados 3 novos mapas para acompanhamento da disseminação a nível mundial, e revelar o número de residentes de uma determinada região que possam encontrar-se em suas casas ou não.

A empresa questionou utilizadores da rede social Facebook para participarem em um inquérito dirigido pela Universidade de Carnegie Mellon, onde os mesmos eram questionados para reportarem os seus próprios sintomas caso tivessem alguns relativos à doença.

As respostas, que irão ser guardadas de forma anónima poderão vir a ajudar os investigadores a perceber melhor novos pontos chave, à medida que desenvolvem novos métodos de luta e conseguem também visualizar de uma forma global onde foi o início do surto em uma determinada região e poder assim combater o mesmo. Segundo a Universidade responsável pelo inquérito, esta garantiu total privacidade a nível de dados pessoais dos utilizadores questionados bem como dos sintomas relatados pelos mesmos e que de modo algum os mesmos dados irão ser facultados de volta ao Facebook.

Durante a última semana, a Google também veio tornar público que estaria a utilizar o seu próprio sistema de rastreio de localização para perceber o grau de movimentação das pessoas de acordo com a mudança de hábitos actualmente impostos.

Fonte: TheVerge

Veja também…

Deixe uma resposta