Cabral é condenado pela oitava vez e a pena vai até o momento em que será 198 anos

Na segunda-feira, o juiz Marcelo Bretas condenou o ex-governador do Rio por mais de 14 anos e cinco meses de reclusão em regime fechado

Rio de Janeiro — O ex-governador do Rio , Sérgio Cabral Filho (MDB) foi condenado nesta segunda-feira (3) mais de 14 anos e cinco meses de reclusão em regime fechado, em sua oitava convicção, a adição de 197 anos e 11 meses que vale a pena.

cabrall22

A sentença foi proferida pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª tribunal Federal Criminal, em conexão com a Operação Lava Jato no Rio.

Desta vez, a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) envolve o crime de lavagem de dinheiro por empresas, tais como o FW Engenharia, para dar uma aparência lícita ao pagamento de R$ 1,7 milhões em subornos. Contra o ex-governador do Rio, há também uma convicção em Curitiba, assinado pelo ex-juiz Sérgio Moro.

Além do ex-governador, ex-esposa Susana Neves Cabral e seu irmão Mauricio Cabral também foram condenados.

Susana deve atender a oito anos e quatro meses de prisão em regime fechado, e Maurício de quatro anos e seis meses de prisão em regime semi-aberto.

De acordo com a denúncia, os desvios envolvendo pagamentos enorme, realizada entre 2007 e 2014, uma das empresas mencionadas, e incluíram obras de expressão, tais como a urbanização do Complexo de Manguinhos.

Uma das supostas empresas de fachada usadas pelo esquema para lavar dinheiro ilegal, as Araras Empreendimentos é de propriedade de Susana Neves.

O relatório ainda não conseguiu ouvir os advogados acima.

FONTE: exame.Abril.com.br

VEJA TAMBÉM:

PRESO: o Ex-governador, Sérgio Cabral, “morrer devagar” e sobrevive com antidepressivos

Deixe uma resposta