EUA pede que o Facebook desista do Instagram para crianças

0
95

A procuradora-geral de Massachusetts, Maura Healey, anunciou na segunda-feira que um grupo bipartidário de 44 procuradores-gerais do estado está pedindo ao CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, que desista dos planos do gigante da mídia social de desenvolver uma versão do Instagram para crianças menores de 13 anos.

Os procuradores-gerais expressaram preocupação em uma carta sobre os possíveis efeitos negativos que a rede social pode ter sobre os jovens, incluindo a exposição, a intimidação e exposição a pedófilos. A ideia do Facebook de proteger as crianças também foi questionado, com os autores apontando para um relatório de 2019 sugerindo que o aplicativo Messenger Kids do Facebook “continha uma falha de design significativa que permitia que as crianças contornassem as restrições às interações online”, sem a aprovação dos pais.

“Parece que o Facebook não está atendendo a uma necessidade, mas sim criando uma, já que essa plataforma atrai principalmente crianças que, de outra forma, não têm ou não teriam uma conta no Instagram”, acrescentou a carta. A carta foi assinada por 40 procuradores-gerais do país, 3 territórios dos EUA e Washington, D.C.

Você que ama tudo sobre celular e sempre quis saber como consertar o seu próprio aparelho, vai descobrir agora,e sem sair de casa! Ficou interessado? Então clique no link abaixo e saiba mais.

“É vergonhoso que o Facebook esteja ignorando a ameaça real que a rede social representa para a segurança e o bem-estar das crianças na tentativa de lucrar com um segmento vulnerável de nossa população”, disse Healey em um comunicado.

A revelação deste novo projeto do Instagram foi obtido pelo Buzzfeed News em março, que segundo a mensagem enviada por Vishal Shah, vice-presidente do Instagram, aos funcionários, a empresa “estará construindo um novo pilar da juventude dentro do Grupo de Produto Comunitário”. O produto, de acordo com Shah, “garantiria a experiência mais segura possível para os adolescentes”, ao mesmo tempo que permitiria “que pessoas com menos de 13 anos usassem o Instagram com segurança pela primeira vez”.

Um porta-voz do Facebook disse em um comunicado à CNBC na segunda-feira que a empresa trabalhará com legisladores e especialistas em desenvolvimento para garantir a segurança do utilizador.

“Concordamos que qualquer experiência que desenvolvamos deve priorizar sua segurança e privacidade, e consultaremos especialistas em desenvolvimento infantil, segurança infantil e saúde mental e defensores da privacidade para informá-la. Também esperamos trabalhar com legisladores e reguladores, incluindo procuradores-gerais do país ”, disse o porta-voz.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões