Estela assegura que não existe racha dentro do PSB paraibano

0
52
Estela assegura que não existe racha dentro do PSB paraibano
Estela assegura que não existe racha dentro do PSB paraibano

Numa tumultuada entrevista, ontem, no programa radiofônico Correio Debate, da 98 FM, em João Pessoa, em que travou discussão acalorada com o radialista Nilvan Ferreira, que indagou se ela está envolvida na Operação Calvário, a deputada estadual Estela Bezerra garantiu que não existe racha dentro do PSB, como tem sido apregoado na mídia. “Temos personalidades diferentes e cada um com seu perfil. Existe disputa por visibilidade, mas não vejo o partido com rachadura”, reagiu. A questão entrou em pauta diante da sinalização da deputada estadual Pollyanna Dutra de que pode deixar os quadros socialistas por ter sido preterida em comissões da Assembleia devido à postura crítica que tem assumido sobre o governo de João Azevêdo.

Estela se sentiu ofendida com uma pergunta do apresentador Nilvan Ferreira sobre se teme a delação da ex-secretária Livânia Farias, que chegou a ser presa na Operação Calvário. No início da semana, a deputada indispôs-se com o jornalista Thiago Moraes, negando-se a responder a perguntas suas e acusando-o de praticar “jornalismo de esgoto”. A deputada admitiu que a Assembleia Legislativa vive uma realidade diferente com a instalação do G10, que, na sua opinião, é um bloco de centro. Disse que os integrantes desse grupo manifestam tendência pró-governista mas não são governistas, diante de atitudes discrepantes da orientação oficial que têm tomado. “Vivemos uma dinâmica distinta na Assembleia com tudo isso”, obtemperou Estela.

Sobre a aprovação da convocação do secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, para ir à Assembleia, o que contou com a aprovação do G10, Estela explicou que o próprio regimento da ALPB fixa a obrigatoriedade de justificativa de “fatos determinantes” para tais convocações. “Sempre colocamos aprovação de convites, não de convocação, para casos sem fatos determinantes. Não é possível estar agredindo o governo por quaisquer motivações aleatórias”, sublinhou a deputada. No que diz respeito à discussão da adoção das emendas impositivas, contra as quais tem se manifestado o governador João Azevedo, Estela admitiu que o governo se submeterá a um teste na votação da matéria.

– Temos uma projeção de governo para ações de estradas e em outras diversas áreas e no momento de dificuldade como este não podemos fragmentar um orçamento que já é curto. Eu acredito que a oportunidade das emendas impositivas chegará à Paraíba, mas ainda não é esta” – ressaltou, demonstrando afinidade com o ponto de vista do governador João Azevêdo, cuja preocupação diz respeito ao suposto desequilíbrio da situação financeira do Estado caso o governo tenha que fazer valer obras e investimentos decorrentes de emendas de iniciativa de parlamentares das mais diferentes regiões.

Deixe uma resposta