Estado cria auxílio de até R$ 1.000; Veja quem tem direito ao benefício

0
121

O Governo do Estado do Paraná criou um auxílio emergencial para empresas do estado. O valor do auxílio varia entre R$ 500 e R$ 1.000 para empresas que estão passando por dificuldades durante essa pandemia.

Segundo o governo local, até Microempreendedores Individuais (MEIs) poderão receber o auxílio, pois eles estão em um dos dois grupos dos beneficiários do benefício. A Secretaria responsável divulgou detalhes de como vai ser feito o pagamento.

Grupo 1

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

De acordo com informações do governo estadual, o programa foi dividido para dois grupos, sendo o primeiro o dos Empreendedores que estão com cadastro ativo no Simples Nacional. Para esse grupo ter direito, será necessário comprovar que o lucro durante o ano de 2020 foi de até R$ 360 mil.

O benefício será no valor de R$ 1.000 que será distribuído em quatro parcelas, sendo cada uma delas de R$ 250.

Grupo 2

Pertencem ao segundo grupos os estabelecimentos da categoria MEI, que se encontram as lanchonetes, os restaurantes e os bares, que receberão o auxílio no valor de R$ 500 (em duas parcelas de R$ 250). Segundo o governo do estado, cerca de 84 mil empresas deverão receber o auxílio.

Para saber quais setores estão em cada grupo é só acessar o site oficial do Governo do Estado do Pará, onde estão todas as informações.

Inscrição

As inscrições nesse programa ainda não iniciaram, no entanto em breve deverão ter início. Ainda de acordo com o governo, a expectativa é que seja liberada a inscrição já na semana seguinte. Assim que a publicação for feita, a empresa poderá enviar as informações através de um site do próprio Governo do Paraná, que até o momento não está liberado.

O estado também quer lançar um aplicativo para que as pessoas possam movimentar o dinheiro do auxílio. Esse é um programa muito parecido com o auxílio emergencial do Palácio do Planalto, que utiliza  o Caixa Tem.

Você também pode gostar: CadÚnico dá direito a benefícios e auxílios sociais; veja como se cadastrar