Hamilton volta a reinar no 2º treino livre em Melbourne

Mercedes jogou um balde de água fria nos rivais que esperavam um equilíbrio maior em 2018 (Foto: GLENN NICHOLLS/AFP)

A Mercedes ganhou ainda mais confiança para garantir um bom resultado no Grande Prêmio da Austrália. Após liderar o primeiro treino livre no circuito de Albert Park, em Melbourne, Lewis Hamilton voltou a reinar no traçado com pneus ultramacios, desta vez cravando 1min23s931 como melhor volta para garantir novamente o time alemão no topo do grid na segunda sessão.

Quem também teve novamente um grande desempenho foi Max Verstappen. Depois de deixar a Ferrari para trás e ficar em terceiro lugar na prática anterior, o jovem holandês da Red Bull foi ainda melhor na última sessão do dia e garantiu o segundo melhor tempo ao cruzar a linha de chegada em 1min24s058, superando, inclusive, o finlandês Valtteri Bottas, que teve de se conformar com o terceiro lugar (1min24s159) após escapar da pista algumas vezes durante o treino.

Já a Ferrari repetiu as colocações da primeira sessão (4º e 5º). Novamente Kimi Raikkonen levou a melhor sobre Sebastian Vettel, saindo da pista com o tempo de 1min24s214 como melhor volta na segunda prática. O tetracampeão mundial de Fórmula 1, por sua vez, encerrou os trabalhos cravando 1min24s451, bem distante do seu principal rival do grid, que, ao que tudo indica, não deverá ter dificuldades para subir ao lugar mais alto do pódio no próximo domingo.

O piloto da casa, Daniel Ricciardo, responsável por boa parte da empolgação dos australianos fãs de automobilismo que compareceram ao Albert Park, saiu da pista com um desempenho aquém do que era esperado. Enquanto seu companheiro de Red Bull, Max Verstappen, ficou na segunda colocação na última prática do dia, Ricciardo teve de se conformar com o frustrante sétimo tempo (1min24s721), atrás até mesmo do surpreendente Romain Gorsjean, da Haas (1min24s648).

Fernando Alonso, por sua vez, fez o que pôde com o ainda limitado carro da McLaren e repetiu o oitavo lugar do primeiro treino livre. O bicampeão mundial cravou 1min25s200 como melhor tempo e deve brigar neste sábado, dia do treino classificatório, por uma vaga no Q3, disputando as primeiras dez colocações do grid.

Sergey Sirotkin, substituto de Felipe Massa na Williams, desta vez não conseguiu terminar a sessão à frente de seu companheiro de equipe, Lance Stroll. O russo estreante na Fórmula 1 ficou com o 18º tempo, cruzando a linha de chegada em sua melhor volta em 1min25s974. Já o jovem canadense garantiu a 14ª colocação (1min25s543), mas teve de parar o carro no meio da pista após o fim do treino por conta de um superaquecimento em seu carro.

À meia-noite (de Brasília) deste sábado, os pilotos voltam a entrar em ação para o último treino livre para o GP da Austrália. Pouco depois, às 3h, eles começam a disputa no treino classificatório. A primeira corrida da nova temporada da Fórmula 1 acontece no domingo, às 2h10.