Brasil de Pelotas e São José avançam e se enfrentam na semi do Gaúcho

Encerrando as quartas de final do Campeonato Gaúcho, quatro times entraram em campo buscando a vaga na semi do Estadual. Às 19h (de Brasília), o Brasil de Pelotas recebeu o São Luís, venceu por 2 a 1 e com placar agregado de 3 a 2, avançou para a próxima fase. Mais tarde, às 21h30 (de Brasília), o São José precisava do resultado e conseguiu, após bater o Veranópolis nos pênaltis.

Assim, São José e Brasil de Pelotas se enfrentam na semifinal e o Brasil decidirá vaga para a grande decisão em casa, no Bento Freitas – independente de quem fosse o adversário. O jogo de ida será neste fim de semana e a  partida de volta, no meio da próxima semana.

Após empate, Brasil de Pelotas vence São Luiz em casa e se classifica

No jogo de ida, havia dado empate por 1 a 1. Com a vantagem do gol fora de casa, o Brasil de Pelotas recebeu no Bento Freitas o São Luiz pelo duelo de volta e fez o dever de casa. Venceu por 2 a 1 e se avançou para a semifinal.

Brasil de Pelotas se classificou para a semifinal do Gauchão (Foto: Divulgação)

O JOGO – O São Luiz começou a partida indo para cima do time da casa. Com apenas cinco minutos jogados, os visitantes pediram pênalti após Eder chutar na entrada da área e a bola bater em Leandro Camilo, mas o árbitro mandou seguir. No minuto seguinte veio a resposta do Brasil de Pelotas. Calyson completou chute cruzado na pequena área e empurrou para o gol, mas o lance é parado por impedimento e o gol, anulado.

O jogo era bastante pegado no estádio Bento Freitas, com os dois times se alternando no ataque. Aos 20 minutos, mais um pedido de pênalti depois que Alisson Farias caii na área do São Luiz, mas o juiz novamente não marcou nada.

O Brasil já tomava conta do jogo. Com 22 minutos no cronômetro, Calyson quase abriu o placar para os anfitriões após um forte chute, mas o goleiro Paulo Henrique defendeu com o pé. E a pressão dos mandantes não tardou a surtir efeito.

Aos 38 minutos, em um contra-ataque, Mossoró tocou para Alisson Farias, que invadiu a área, chutou cruzado. O goleiro Paulo ainda defendeu, mas na sobra Calyson marcou e abriu o placar da noite, levando a vantagem para o intervalo.

O segundo tempo começou bem mais morno. A primeira real chance de perigo aconteceu apenas aos 12 minutos, quando Eder chutou de longe e Pitol espalmou, evitando o empate. Aos 21, Gustavo Xuxa soltou uma bomba e Pitol novamente espalmou. Na sobra, Mikael finalizou e o goleiro, caído, deu um tapa para afastar o perigo.

Com 28 jogados, o Brasil de Pelotas ampliou o placar. Valdemir recebeu de Alisson Farias na área e mandou uma bomba no ângulo esquerdo do goleiro: 2 a 0.

Dez minutos depois, veio a resposta do São Luiz. Djalminha chutou, a bola bateu na zaga e, na sobra, Rudiero soltou uma pancada da entrada da área. A bola foi no canto direito de do goleiro Pitol para diminuir a vantagem: 2 a 1.

O jogo foi sofrido no fim, especialmente depois dos nove minutos de acréscimo – sete iniciais e o juiz ainda adicionou mais dois. Aos 52 minutos, em lance individual, Alisson Farias acertou a trave e na sobra, Eder Sciola chutou, mas bola desviou na zaga. A chance desperdiçada decretou o fim da partida e a classificação do Brasil de Pelotas.

São José x Veranópolis

Com a vantagem conquistada no jogo de ida, quando venceu por 1 a 0 em casa, o Veranópolis visitou o São José e acabou levando o gol no fim da partida, que terminou 1 a 0 no tempo regulamentar e foi para os pênaltis. Nas penalidades máximas, o São José converteu todas as cobranças, enquanto o Veranópolis errou duas, decretando a classificação dos anfitriões da noite.

O primeiro tempo terminou sem nenhum gol marcado e o São José foi para o tudo ou nada na segunda etapa. O gol saiu apenas ao 88 minutos, com Rafael Porcellis. O final da partida foi quente, com dois atletas expulsos, um de cada lado e oito minutos de acréscimo.