Em tempo de pandemia da Covid-19, população também não deve esquecer do Aedes aegypti

0
142

Mazinho Gomes Fotografo DRT/RJ 15855

Além dos cuidados com o novo coronavírus (Covid-19), a população deve estar sempre alerta em relação as demais doenças, cujos casos podem se agravar se determinados cuidados não forem tomados.

Algumas dessas doenças são as provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, que é transmissor da dengue, chikungunya, zika e até da Febre Amarela urbana. Como em João Pessoa frequentemente chove, os moradores não devem relaxar e eliminar recipientes que acumulam água e servem de criadouros para o mosquito – são nesses locais que as fêmeas põem seus ovos.

“A transmissão dessas doenças ocorre pela picada do mosquito. Por isso, nesse momento, se faz necessário mais atenção para os recipientes que possam armazenar água dentro da sua residência ou em terreno baldios”, alertou Nilton Guedes, gerente do Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (CVAZ).

Como forma de prevenção, a população deve aproveitar o momento de isolamento social para observar a área de sua casa e evitar o acúmulo de água em vasos de plantas e eliminar pneus, garrafas plásticas e fazer a manutenção de piscinas sem uso.

Os sintomas das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti são dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas e febre. Uma das principais semelhanças com os sintomas do coronavírus é a febre. O número 3218-9214 está à disposição da população para orientação.