Em reunião com governadores e com a presença de Bolsonaro, João Doria “baixa o tom”

0
85
Em reunião com governadores e com a presença de Bolsonaro, João Doria “baixa o tom”
Em reunião com governadores e com a presença de Bolsonaro, João Doria “baixa o tom”

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), e o presidente da República Jair Messias Bolsonaro (Sem Partido), que protagonizaram constantes trocar de farpas e acusações recentemente, principalmente após o início da pandemia, parecem ter amenizado a forma agressiva com que se tratavam e se mencionavam.

Durante uma reunião virtual com governadores ocorrida nesta quinta-feira (21), ambos se trataram de forma cordial e abandonaram a maneira defensiva e agressiva com que se relacionavam. O tucano, que foi ironizado e chamado de “gravatinha” pelo Chefe de Estado, a quem ele disse que vive em uma “redoma em Brasília”, pregou paz quando estava com a palavra.

 “Este é o sentimento dos governadores do Brasil. Vamos em paz, presidente, vamos pelo Brasil, e vamos juntos. É o melhor caminho e a melhor forma de vencer a pandemia” disse o psdbista

Além de governadores de Estado e de Bolsonaro, participaram também da conferência o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), e o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM).

Na ocasião, o mandatário brasileiro informou que irá implementar a PL (Projeto de Lei) que cria uma especie de rede de auxílio econômico aos entes federados e afirmou que irá vetar um mecanismo que deixa brechas para que existam reajustes à funcionários públicos. Jair ainda solicitou que seja apoiado pelos Chefes de Estados para ajudarem a organizar o veto no Congresso.

Doria x Bolsonaro

No encontro desta quarta-feira (21), o tom adotado pelos políticos foi antagônico ao que ocorreu no dia 25 de março deste ano, quando os dois “se estranharam”. No ensejo, o governador ameaçou o presidente de ir até a Justiça caso o governo federal confiscasse respiradores destinados à Covid-19. Bolsonaro, por sua vez, retrucou afirmando que Doria se aproveitou e se apoderou do seu nome para se consagrar nas eleições de 2018.

Com a informação: Folhapress

Deixe uma resposta