Em reunião com Bolsonaro e demais ministros, Weintraub defendeu prisão para “vagabundos” do STF

0
81
Em reunião com Bolsonaro e demais ministros, Weintraub defendeu prisão para “vagabundos” do STF
Em reunião com Bolsonaro e demais ministros, Weintraub defendeu prisão para “vagabundos” do STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, liberou nesta sexta-feira (22) o vídeo na íntegra da reunião do presidente Jair Messias Bolsonaro com a sua equipe ministerial no dia 22 de abril. A gravação é peça central da polêmica envolvendo o Chefe de Estado e o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que acusa o mandatário de ter tentando interferir na Polícia Federal.

O vídeo, porém, além de chamar a atenção pelas falar do presidente, também trouxe outro personagem para o centro do assunto. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a defender a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal, à quem ele classifica como “vagabundos”.

“Eu por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF” disse ele na gravação

Ainda na mesmo encontro entre membros do governo federal, Weintraub também mostrou indignação coletiva com relação aos bastidores e acontecimentos do meio político, e afirmou que é preciso “acabar com essa porcaria de Brasília”.

“É muito pior do que eu imaginava. As pessoas aqui perdem a percepção, empatia, a relação com o povo” afirmou Abraham

O responsável pela pasta da educação no Governo Bolsonaro também externou seu incomodo em ouvir a expressão “povo indígena”, que na opinião dele, deveria ser extinto, pois somos todos “cidadãos brasileiro”, sem nenhuma distinção. Ele também fez defesa a acabar com “esse negócio de povos e privilégios”.

Com a informação: FolhaPress

Deixe uma resposta