Em Boa Vista/RR: estudante esquece repolho por 2 meses dentro de geladeira e leva susto ao descobrir que ele virou planta

Em Boa Vista, a estudante de direito Bianca Rodrigues, de 19 anos, levou um baita susto ao descobrir que dentro de sua geladeira estava crescendo um pé de repolho.

Ela esqueceu a verdura por dois meses e quando a encontrou já era tarde demais. O repolho tinha virado quase uma “árvore”: “Levei um grande susto, mas achei engraçado”, conta.

Bianca encontrou o repolho quando foi limpar a parte de baixo da geladeira, onde guarda frutas, legumes e hortaliças.

“Fiquei admirada com aquilo e muito surpresa que tinha nascido um pé de repolho dentro da minha geladeira, quase uma árvore lá dentro. Foi muito engraçado, comecei a sorrir.”

Ela mora sozinha e, embora tenha esquecido o vegetal, deixa claro que gosta muito de verduras e legumes. Bianca garante que a situação só ocorreu por se tratar apenas do “resto de repolho”.

“Como eu moro sozinha, dificilmente faço salada e, mesmo assim, compro as verduras, os legumes, e deixo na geladeira para caso eu queira fazer. Só que o repolho eu tinha comido bastante. Deixei só o pedacinho bem pequeno dentro da geladeira, foi só a ‘tampa’”, declara a estudante.

Depois da descoberta inusitada, Bianca enviou uma foto da “árvore” para o grupo da família. Os comentários foram de risos e surpresa. Em um deles, uma prima indagou: “Não conhecia essa técnica de plantio”.

”O pé de repolho foi jogado fora por não haver espaço na casa da jovem para plantar. Mas, ela não descarta a ideia de ter a própria horta. “Se nascer mais um pé na minha geladeira, eu vou ter que fazer.”

O g1 ouviu o engenheiro agrônomo doutor em fisiologia vegetal pela Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Leandro Torres de Souza, que explicou como o pé de repolho de Bianca conseguiu sobreviver dentro de um local fechado, escuro e gelado.

De acordo com ele, repolhos, assim como cebolas, alhos e batata possuem uma grande reserva de água, por isso, conseguem preservar os nutrientes necessários para o desenvolvimento.

”O repolho possui uma grande reserva de nutrientes e muita água. Desta forma, ele consegue ser preservado e armazenados por muito tempo na geladeira. Isto faz com que a duração de vida pós-colheita seja bem grande. Durante este armazenamento, estas reservas são usadas para emitir brotações de raízes e folhas”, explica.

Apesar de crescer, no entanto, a falta de sol nestes casos pode ser prejudicial para o desenvolvimento saudável desses vegetais.

“As folhas emitidas terão a coloração amarelada, pois sem a luz os plastídeos não se convertem em cloroplastos. Quando estas folhas forem expostas a luz elas começarão a adquirir a cor verde causada pela clorofila dentro dos cloroplastos.”

O professor acrescenta que os vegetais que se desenvolvem em ambientes como uma geladeira não conseguem sobreviver por muito tempo se não forem retirados e plantados, pois a reserva de nutrientes acaba com o tempo. Leandro Torres é professor e pesquisador da Universidade Federal de Roraima.

Fonte: g1

Foto: Reprodução