Dieta da Bela Adormecida – Como Funciona?

Dieta da Bela Adormecida é um daqueles métodos de emagrecimento dos quais a gente deve manter uma boa distância. Isso porque a preocupante ideia por trás do método é de que a pessoa deve abusar de sedativos para emagrecer.

Funciona mais ou menos assim: para deixar de consumir alimentos saborosos, os praticantes ingerem medicamentos benzodiazepínicos (utilizados justamente como sedativos) como diazepam e alprazolam e dormem durante os períodos em que deveriam estar fazendo as suas refeições.

Alguns chegam ao extremo de usar os sedativos para tentar dormir 20 horas por dia, enquanto outros procuram tentar dormir durante todo o final de semana como forma de evitar comer ou ser monitorado por seus amigos e familiares.

Deu para entender mais ou menos a ideia, não é? A pessoa acredita que se dormir no momento em que deveria comer, vai conseguir emagrecer.

Os seguidores da dieta da Bela Adormecida não apenas dormem no mínimo 10 horas por dia como também restringem severamente a sua ingestão de calorias e praticam exercícios com o objetivo de queimar calorias.

Os perigos da dieta da Bela Adormecida

Um fator alarmante a respeito do método é que ele tem ganhado força na comunidade virtual pró-anorexia, conforme indicou o Metro UK. Para a clínica geral Clare Morrison, que foi entrevistada pela publicação, esse fato evidencia como o regime é extremamente perigoso e inadequado.

Morrison alertou também que os medicamentos sedativos não são somente altamente viciantes como também podem provocar problemas de saúde mental, infecções e ataques no coração. A clínica geral alertou ainda que alguns relatos indicam que os medicamentos para dormir são tão ruins quanto fumar um maço de cigarros diariamente.

O site Cosmopolitan também publicou uma matéria a respeito do perigoso regime e informou que a nutricionista e porta-voz da Associação Britânica dos Nutricionistas, Linia Patel, esclareceu que viciar-se em medicamentos sedativos traz o risco de que um dia a pessoa vá dormir e não acorde mais.

A nutricionista e porta-voz enfatizou que seguir o método ao extremo e abusar da dieta da Bela Adormecida pode realmente resultar no falecimento da pessoa. Como se não bastasse, Patel disse que dormir além da conta já foi associado a problemas de saúde como doença no coração e diabetes e à elevação do risco de morte.

Por sua vez, a nutricionista Amy Shapiro disse que abusar de medicamentos para evitar o consumo de alimentos é uma maneira perturbada de olhar para o emagrecimento.

Mesmo as versões menos extremas da dieta da Bela Adormecida podem ser problemáticas.

Segundo a publicação, nos casos em que a pessoa percebe que acorda no meio da noite para fazer um lanchinho ou recorre aos alimentos quando consegue dormir e decide começar a usar os medicamentos sedativos para controlar a situação, ela perde de vista a origem do problema que faz com que tenha tais atitudes.

Provavelmente as razões que fazem com que ela acorde para comer no meio da noite ou coma quando não consegue dormir certamente requerem um tratamento com um profissional, e não a automedicação com remédios sedativos.

Método não tem garantia de funcionamento 

Como se não bastasse todos os perigos à saúde que a dieta da Bela Adormecida provoca, como acabamos de conferir, não existem garantias que ele realmente funcione.

Além de alertar que o método deve ser evitado, a nutricionista Haleh Morajev explicou que não existem evidências para basear o método.

Ela esclareceu ainda que, enquanto dormir o suficiente é importante para a prevenção da obesidade e dormir pouco faz com que as pessoas desejem alimentos gordurosos e açucarados para compensar a falta de energia, o sono em excesso também é prejudicial porque provoca a perda muscular e deixa o metabolismo mais lento.

No mesmo sentido, a nutricionista e porta-voz da Associação Britânica dos Nutricionistas Linia Patel declarou que dormir direto por vários dias não vai fazer com que a pessoa fique mais magra: Patel relata que uma pesquisa indicou que pessoas que dormiram entre 9 a 10 horas por noite apresentaram uma propensão de 21% a mais de tornarem-se obesas.

Mas não é só isso: a clínica geral Clare Morrison disse ainda que existem relatos de casos de aumento de peso provocados justamente pelos benzodiazepínicos. Ou seja, a pessoa que segue a dieta da Bela Adormecida coloca o seu organismo em altos perigos por um objetivo que pode nem ser alcançado.

Morrison também definiu a dieta da Bela Adormecida como mais uma dieta da moda que nunca será capaz de substituir os benefícios da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos.

Portanto, se o seu objetivo é emagrecer, nem considere recorrer à dieta da Bela Adormecida e busque um programa alimentar que seja saudável, nutritivo equilibrado, controlado e permita que você emagreça de maneira saudável.

Para isso, conte com o acompanhamento de um bom nutricionista que indicará uma dieta que além de funcionar para o seu caso, também forneça ao seu organismo os nutrientes e a energia que ele necessita para funcionar direitinho.

Uma vez que a dieta é apropriada e oferece o combustível que o corpo precisa para suas atividades, você pode incluir os exercícios físicos com regularidade no dia a dia, contando com o auxílio de um bom personal trainer para garantir a eficiência e a segurança dos treinamentos.