Dia Mundial de Controle da Asma marca início do inverno e Prefeitura faz alerta para prevenção

0
103

Nesta segunda-feira, 21 de junho, é celebrado o Dia Mundial de Controle da Asma, doença inflamatória crônica das vias aéreas, tendo como característica principal a dificuldade de respirar quando a pessoa é exposta a agentes alergênicos. A data marca também o início do inverno no Hemisfério Sul e a Prefeitura de João Pessoa faz um alerta à população, principalmente porque a pandemia trouxe riscos extras às pessoas que têm a doença, por serem mais vulneráveis em desenvolver complicações caso sejam infectadas pelo vírus que causa a Covid-19.

A asma se caracteriza por falta de ar, chiado, aperto no peito e tosse. Tudo isso ocorre por conta de uma inflamação crônica nos brônquios e consequente sensibilidade exagerada. A asma pode levar à asfixia, se não for realizado tratamento adequado. Múltiplos fatores individuais e do ambiente contribuem para o surgimento e o agravamento da doença. Isso tudo varia de acordo com o clima, entre outros fatores, incluindo a exposição aos ácaros e substâncias que provoquem alergias.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura reforça a necessidade de manter os cuidados, já que em alguns casos, o coronavírus pode provocar infecção severa nos pulmões e, em pessoas com doenças crônicas, há maiores chances de agravamento e até a morte. De acordo com o médico pneumologista e alergologista da rede municipal de Saúde, Dr. Sebastião Costa, os primeiros sintomas da asma são o cansaço, chiado no peito, a tosse seca persistente ou produtiva com escarro, além da característica falta de ar.

“Os sintomas característicos do paciente com asma, além do cansaço, que é muito desconfortável e desagradável, temos também a tosse, chiado no peito, além da secreção e opressão toráxica. Neste período de início do inverno, existem alguns fatores que pioram os sintomas da asma nas pessoas pré-dispostas à doença, tais como as mudanças bruscas de temperatura e a proliferação de ácaros e fungos, que são os principais responsáveis pelas crises de asma e alergias respiratórias”, revelou o pneumologista.

Cuidados e prevenção – De acordo com o médico Sebastião Costa, é recomendado deixar os ambientes das casas abertos nos dias em que houver sol, pois os ácaros gostam de ambientes escuros, fechados e úmidos. Outra recomendação médica é “nunca varrer nem espanar uma casa de um asmático”, pois os ácaros também estão presentes na poeira doméstica, que é produzida ao varrer ou utilizar o espanador.

“Os ácaros têm hábitos noturnos, ocasião em que eles saem para se alimentar. Eles habitam no colchão da cama, nos travesseiros, sofás, lençóis e, a partir daí, entram nas vias aéreas das pessoas”,alertou o especialista.

Busca ativa e tratamento – No município de João Pessoa, a Atenção Primária, por meio dos agentes comunitários de saúde e unidades de saúde da família fazem a busca ativa dos casos de sintomas sugestivos à asma. A partir da abordagem, para ser feito o tratamento adequado, o paciente é regulado e encaminhado para ser acompanhado pelo serviço especializado, que pode ser encontrado na Policlínica Municipal de Jaguaribe, onde equipes multiprofissionais fazem o tratamento adequado contra a asma.

“Chegando aqui na Policlínica Jaguaribe, pedimos logo uma espirometria para diagnosticar definitivamente a asma e sabermos se o diagnóstico é leve, moderado ou grave. Em seguida, é solicitado um teste alérgico para detectar quais os fatores que estão desenvolvendo a asma. A partir do diagnóstico, o serviço público de saúde coloca à disposição do paciente uma medicação de uso contínuo e muito eficaz, que está dentro do contexto da pneumologia no Brasil. O mais importante de tudo isso é o paciente começar o tratamento e não abandonar, para ter sua asma totalmente controlada”,destacou o médico.

A dona de casa Maria das Graças Ribeiro, residente em Cruz das Armas, pode ser considerada como um exemplo de tratamento contra a asma. Ela tem a doença controlada e mantém um rígido controle sobre a administração dos medicamentos de uso contínuo. “Eu acompanho o que o médico diz, porque quando relaxo, a asma volta com força. Por isso tenho de tomar os remédios seguindo o que ele recomenda e, assim, tenho uma vida normal”, afirmou a paciente.

Asma x Covid-19 – Pacientes que convivem com a asma devem manter os cuidados para não se infectar com o coronavírus. É recomendado um rigoroso distanciamento social, higiene das mãos e uso de máscara.

As doenças crônicas já debilitam bastante o organismo das pessoas, criam inflamações e deprimem a imunidade. Com a asma não é diferente. Os pacientes asmáticos já têm os pulmões inflamados e a Covid-19, que causa pneumonia viral e grande inflamação, piora bastante. O melhor caminho é prevenir a contaminação pelo coronavírus. Para isso, o paciente asmático deve evitar o contato com pessoas com Covid-19 e seguir rigorosamente as medidas protetivas.