‘Democratas’ terá candidatos a prefeito em 80 cidades, garante Efraim

0
76
‘Democratas’ terá candidatos a prefeito em 80 cidades, garante Efraim
‘Democratas’ terá candidatos a prefeito em 80 cidades, garante Efraim

Prego batido, ponta virada. O “Democratas”, presidido na Paraíba pelo ex-senador Efraim Morais, terá candidatos a prefeito nas eleições do próximo ano em 80 municípios, como parte da ofensiva para assumir posição de protagonismo no cenário político estadual, com desdobramentos nas eleições posteriores. A informação foi dada pelo deputado federal Efraim Filho, único representante do DEM estadual na Câmara, adiantando que em João Pessoa o partido já trabalha candidaturas e tem nomes definidos em outras cidades. Disputam a indicação na Capital o próprio Efraim Filho, o deputado estadual Felipe Leitão, recentemente filiado e o ex-deputado Raoni Mendes. Em Cabedelo, cidade portuária, o nome escolhido é o do atual prefeito Vítor Hugo Castelliano e em Alhandra o de Renato Mendes.

Textualmente, frisou o deputado Efraim Filho: “Temos um trabalho planejado e estratégico para as eleições municipais, principalmente para João Pessoa, onde observamos um vácuo. O Democratas possui projetos e ideias para a Capital e por isso vai marcar presença ativa na disputa eleitoral. De um modo geral, na Grande João Pessoa, como é denominada a Região Metropolitana, vamos fortalecer a agremiação com candidaturas em municípios como Bayeux e Santa Rita”. Sobre a construção de parcerias para as eleições de 2020, o parlamentar ressaltou que as discussões serão deflagradas mesmo no próximo ano. Efraim Filho é coordenador da bancada federal em Brasília e tem sido proativo no encaminhamento de reivindicações de interesse da população.

De acordo com o deputado, no segundo semestre os trabalhos da bancada federal continuarão de maneira focada nas demandas de interesse público. Antecipou que um dos temas a serem discutidos será o da transposição de águas do rio São Francisco, cuja porta de entrada na Paraíba se dá pelo município de Monteiro, no Cariri. Como ele reconhece, os serviços estão paralisados, criando um cenário de desconfiança no que diz respeito à complementação de obras que haviam sido iniciadas. “Vamos conseguir essa recuperação para que as águas possam voltar a correr pelos canais. A obra da transposição foi projetada para ser executada em quatro anos e durou mais de dez. Sendo assim, o equipamento desgastou-se, o que impõe uma reciclagem”, adverte o deputado Efraim Filho.

Ao comentar o desentendimento entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e governadores do Nordeste, especialmente o da Paraíba, João Azevêdo, chamado de “intragável” pelo mandatário, o deputado do DEM ressaltou que se trata de página virada o episódio. “Vamos olhar para a frente. Mais importante que as palavras são os gestos, e o governo federal nos tem dado acenos como a garantia de R$ 10 milhões para o Centro de Comando e Controle e R$ 40 milhões para a recuperação da Maternidade Frei Damião, com sua transformação em hospital da Mulher”, explicou. Ele assegurou, também, que vai indicar o nome para comandar o Incra na Paraíba, superando problemas decorrentes do veto de Bolsonaro ao nome indicado, sob alegação de ter ligações com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Um outro nome já foi escolhido de comum acordo com o ministro Onyx Lorenzoni.

Deixe uma resposta