Defesa Civil já atendeu mais de 260 demandas da população e continua trabalho preventivo

0
100

A Secretaria Executiva da Defesa Civil de João Pessoa já atendeu, até esta terça-feira (27), mais de 260 demandas solicitadas pela população. A maioria das solicitações é de situação de urgência, no entanto, a Defesa Civil também trabalha diariamente, de forma preventiva, visando a chegada das chuvas e, dessa forma, evitando e/ou minimizando possíveis transtornos e desastres. O Centro de Operações da Defesa Civil da Capital atende a população 24h através dos telefones 0800-285-9020 e (83) 98831-6885.

A maioria das demandas é sobre avaliações estruturais de imóveis (84 – alguns deles sendo interditados por estarem em situação de risco iminente), além de pontos de alagamentos da cidade (77), além de 19 situações de tombamentos ou necessidade de podas de árvores. Há ainda demandas de desabamento parcial de estruturas, deslizamento de barreiras e limpeza de rios.

A Defesa Civil de João Pessoa possui um plano de contingência para casos de desastres, no qual é feito todo um levantamento e mapeamento das áreas e famílias possivelmente afetadas durante registro de chuvas. Esse planejamento tem o objetivo de proteger e atender a comunidade com a maior eficiência e segurança possível. O trabalho envolve a parceria com outras secretarias que integram o Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil.

“É um plano bastante detalhado e que passa por adequações, à medida que envolve vários entes da administração pública, seja municipal, estadual e federal, além de segmentos da sociedade civil organizada, que se apresentam como parceiros do poder público, notadamente nesses momentos de crise”, disse Kelson Chaves, secretário da Defesa Civil.

A Defesa Civil Municipal é a coordenadora desse planejamento, sendo a responsável por orientar e determinar as providências que deverão ser adotadas, contando com a participação direta dos órgãos integrantes do Sistema. “Não importa que a situação seja normal ou anormal, caberá sempre à Defesa Civil planejar, articular e coordenar todas as ações de Proteção e Defesa Civil, no âmbito municipal”, explica o secretário.

Trabalho permanente – Desde o início deste ano, a Defesa Civil realiza o monitoramento e limpeza dos rios urbanos. Atualmente, o trabalho é feito com três máquinas escavadeiras hidráulicas e caçambas, realizando o desassoreamento de lagoas e rios e a dragagem do lixo acumulado em seus leitos. Algumas dessas demandas foram solicitadas pela própria população, como no caso do Rio Jaguaribe, trecho do loteamento Santo Antônio. Já foram executados os trabalhos em trechos no Bairro São José, em áreas do Rio Cuiá (Valentina/Mangabeira) e também no trecho Tito Silva – Beira Rio. Há ainda ações em outros locais, como serviços nas Três Lagoas e no Jardim Botânico, entre outros pontos que serão contemplados em breve.

No primeiro trimestre deste ano, a Defesa Civil do município realizou 37 intervenções diretas com famílias em situação de extrema vulnerabilidade e risco social, com encaminhamentos às políticas de habitação e de assistência social. Além disso, a Defesa Civil dialoga constantemente com as comunidades que estão dentro da zona eminente de risco, para esclarecimento dos direitos e deveres a que lhe assistem.