Criação de rede segura é diretriz do leilão da 5G no Brasil

0
86

Uma portaria publicada pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, estabelece uma série de diretrizes para o edital do leilão do 5G.  

Entre as diretrizes está a criação de uma rede privativa, de alta segurança e criptografada, para a comunicação entre os órgãos da Administração Pública Federal. 

 Faria disse que sua intenção é promover mais segurança para o tráfego de dados e de informações estratégicas do governo: 

“Estamos falando de segurança nacional, da comunicação das Forças Armadas e da Administração Pública Federal. São dados que dizem respeito à segurança pública e à defesa do nosso país. Por isso, o nosso esforço em viabilizar a construção dessa rede segura que pertencerá à União.” 

As empresas que fornecerão equipamentos para essa rede precisam ter padrão de transparência e governança corporativa compatíveis com os exigidos no mercado acionário do Brasil