Continua a preferir um relógio analógico em vez de um smartwatch?

0
93
Continua a preferir um relógio analógico em vez de um smartwatch?
Continua a preferir um relógio analógico em vez de um smartwatch?

Red Magic 5G

Existe 3 tipos de pessoas com gostos totalmente diferentes relativo ao que relógios diz respeito. Aqueles que continuam a utilizar os habituais relógios actuais, depois os que adoram a tecnologia e mais propriamente gadgets e dão uso e preferência aos relógios inteligentes, o chamado smartwatch, e depois aqueles que não preferem usar qualquer tipo de relógio.

Um dos primeiro modelos a aparecer no mercado foi o já extinto Pebble. Na altura foi algo bastante inovador. Termos no nosso pulso um relógio que nos dava além das horas,  as indicações (notificações) de mensagens e chamadas recebidas nos nossos telemóveis, algo  que na altura não era de todo muito comum. Tudo isso juntamente com a componente normal dos relógios digitais, os Pebble tiveram bastante aceitação. Com um ecrã monocromático, era bastante fácil a leitura do seu ecrã fosse em casa, na rua em pleno sol do dia, ou seja na maior parte dos cenários. Surgiu assim um novo nicho de mercado, o dos smartwatches.

Mas com o passar do tempo, poucos eram os utilizadores que usavam os Pebbles. E quando tudo dava a entender que esse mercado iria acabar por desaparecer, eis que uma reviravolta se deu com a aposta de outras marcas no mercado dos relógios inteligentes, marcas como a Samsung e principalmente a entrada da Apple com a primeira versão do seu Apple Watch, que trazia um ecrã a cores (algo que já não era novo no mercado) mas veio dar uma lufada de ar fresco no que   na altura havia.

Desde notificações, possibilidade de efectuar chamadas via smartwatch (algo que também a Samsung já tinha disponibilizado em outros relógios inteligentes), mas acima de tudo veio dar uma grande ênfase à parte da saúde e do desporto o que provavelmente terá feito renascer este mercado. Os utilizadores começaram a verificar que as funcionalidades do Apple Watch eram de facto diferentes e em alguns dos casos as novidades que trazia começaram a suscitar o interesse das pessoas por este tipo de gadget.

Desde então, várias marcas têm seguido a “moda” e lançado os seus relógios inteligentes, uns com umas funcionalidades, outros com outras totalmente diferentes, mas o Apple Watch ao longo das várias versões que têm tido, o seu sucesso têm vindo a crescer e a ter cada vez mais aderentes ao ponto de colocar o mercado dos smartwatchs ao rubro.

O problema principal do Apple Watch, e mencionamos este porque é o relógio inteligente com maior número de vendas a nível mundial, é de apenas funcionar em pleno com o iPhone da Apple. Quanto à sua concorrência, a grande maioria também dispõe de relógios inteligentes com cada vez mais funcionalidades para o nosso bem estar, exercício fisico além de apenas nos mostrar as horas e as notificações.

Fonte: PhoneDog

Veja também…

Deixe uma resposta