Conheça as soluções do MiniTool ShadowMaker para salvar ou recuperar os seus dados de PC

0
98

Os dados digitais são agora tão valiosos como o dinheiro. Não é difícil perceber porque gigantes como a Google, a Microsoft ou até a Amazon recolhem tantos dados, quanto as nossas redes sociais. Nunca antes as nossas informações foram tão importantes, para anúncios ou ofertas localizadas, gostos e preferências que permitam melhorar os seus serviços.

Concentramos grande parte de dados rápidos nos nossos telemóveis, são também os mais vasculhados por estes gigantes (autorizados ou não-autorizados indirectamente). Contudo, reunimos frequentemente as informações mais importantes nos nossos computadores. As avarias nos atuais discos rígidos são cada vez menos comuns, mas para grandes concentrações de dados são frequentemente usados HDDs, que estão sujeitos a um funcionamento mecânico — saiba como resolver alguns dos ruídos ou problemas que afectam o seu disco (alguns deles podem ser bastante audíveis).

A fim de garantir que não perde os dados mais importantes para problemas físicos ou de software, a nossa recomendação é que faça backups frequentemente, mas por vezes fica difícil saber que programas se pode considerar os mais indicados. Não se acomode à recuperação de dados do Windows, pois um simples erro no software pode comprometer esses dados. Saiba como realizar backups, clonar, e restaurar os ficheiros com o MiniTool ShadowMaker.

Faça o backup através do MiniTool ShadowMaker

  • Pode optar por recorrer a uma versão gratuita ou paga deste software através do site, onde deverá de fazer o download. De seguida, abra o executável que foi buscar ao site e clique em instalar em “Install Now“;
  • Após terminar a instalação, a fácil interface permite que inicie rapidamente o backup, ao clicar em “Start Now“;
  • A fim de completar este processo, deverá selecionar a opção “Set Up Backup” para guardar a cópia de segurança do seu dispositivo;
  • Quando completada a sequência de etapas anteriores, é nos apresentada uma interface com duas opções — “Fonte/Origem”, ou em inglês, “Source“, onde os consumidores poderão selecionar os arquivos. A outra opção, “Destino” ou “Destination” permite que escolha o diretório ou pasta (local de instalação) onde pretende colocar o seu novo backup. Poderá necessitar de fazer o backup para um disco externo;
  • Assim que tiver concluído esta opção, inicie o backup, clicando em “Back Up Now“.
  • ​Como restaurar o backup através do MiniTool ShadowMaker

    Quando pretender recuperar os seus dados, quer por mudança de disco ou reposição do seu sistema operativo, basta recorrer ao mesmo aplicativo que utilizou, neste caso, o MiniTool ShadowMaker.

  • Abra o programa e aceda à aba de “Restauro” ou “Restore“, de seguida, siga até à cópia que guardou e clique em “Restore“;
  • Selecione a data do backup que lhe permitirá saber se é este os dados que pretende restaurar, e clique em “Next“;
  • Chegado ao backup, escolha que ficheiro serão restaurados e clique, novamente, em “Next” para que o processo dê início;
  • Selecione o local onde irá ser colocado o restauro. Clique em “Próximo” ou “Next” para prosseguir;
  • Resta-lhe apenas aguardar o backup ser restaurado. Assim que o processo for concluído, irá ser notificado, pelo que deverá apenas concluir, clicando em “OK“.
  • Consegue, a partir deste momento, aceder a todos os seus dados salvaguardados por uma ferramenta tão simples quanto esta. Aconselhamo-o vivamente a utilizá-la para que não perca mais ficheiros importantes.

    O seu disco HDD demonstra sinais de problemas? Barulhos?

    Frequentemente somos confrontados com problemas nos nossos discos rígidos físicos, nomeadamente por poeiras que invadem partes mais susceptíveis ou por defeitos na conexão com o disco, pelo que, se o HDD começar a fazer cliques ou bipes, poderá tentar as alternativas que a seguir apresentamos.

    Método 1: limpar o pó do seu disco rígido

    Existem alguns discos rígidos que quando têm poeira na conexão emite um sinal sonoro. Siga as sugestões abaixo de como limpar o pó do seu disco rígido.

  • Desconecte o disco rígido (externo) do seu computador;
  • Desconecte o cabo do disco;
  • Sopre ou aspire as portas do seu computador, bem como, do disco rígido e cabo;
  • Re-conecte o disco rígido ao PC com o mesmo cabo e verifique se o problema deixou de ocorrer.
  • Método 2: usar outro cabo

    Para o caso dos discos externos, o som do disco rígido pode desaparecer quando substitui o cabo de transmissão de dados, pois este pode estar danificado. Caso seja esse o problema, pode conectar outro cabo novo.

    Método 3: conecte o seu disco a outra porta

    Por outro lado, a sonoridade do disco pode ocorrer se a porta tiver defeito, pelo que, poderá optar por escolher outra porta USB para conectar o HDD. Ao alterar, se o ruído do disco rígido desaparecer, o problema fica resolvido.

    Método 4: usar um cabo USB duplo

    Em alguns casos, o disco rígido pode necessitar de mais energia para alimentar o dispositivo, pelo que pode necessitar de um cabo USB duplo (em forma de Y), pelo que na sequência da falta de energia, o disco irá emitir os meus sinais sonoros. Assim, deverá optar por experimentar esta solução.

    Método 5: conecte o seu disco rígido externo a outro computador

    O som de bipes do HDD pode ainda existir mesmo depois de tentar os métodos evidenciados acima. Nesse sentido, pode tentar conectar o disco rígido de destino a outro computador, pelo que, infelizmente, é muito comum que os métodos acima não sejam suficientes para ajudá-lo.

    Caso os problemas persistam, saiba que pode recorrer a outro método para o Windows reconhecer o seu disco rígido externo. Através da linha de comandos do Windows, pode recorrer ao procedimento “CHKDSK”. Veja como nas sugestões abaixo:

  • Conecte o disco externo ao seu computador;
  • Digite CMD na barra de pesquisa do Windows e execute-a em modo de administrador, ao clicar com o botão do lado direito do rato (mouse);
  • De seguida, escreva a seguinte linha de código “chkdsk g: / r“, que significa “check disk” (a letra do seu disco) “g:” / r e pressione Enter.
  • Findo todos estes passos, os problemas deverão ficar resolvidos, pelo que se persistirem, terá muito provavelmente algum problema com o seu disco externo.

    Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

    Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões