Como fica o novo calendário de saque do auxílio emergencial 2021?

0
120

No dia 06 de abril, a Caixa Econômica Federal iniciou os depósitos referentes à primeira parcela do auxílio emergencial 2021. Contudo, alguns beneficiários teriam que esperar até 45 dias para poder sacar ou transferir o dinheiro. Agora, o governo federal anunciou que o calendário de saques será antecipado em até 18 dias.

Assim como ocorreu no ano passado, os inscritos no programa, ou seja, aqueles que não recebem o Bolsa Família, recebem o auxílio emergencial em duas etapas. Na primeira, o valor é creditado na conta poupança social digital da Caixa, podendo ser utilizado para pagar boletos e contas de consumo, tais como água, luz e telefone, ou ainda para fazer compras com o cartão de débito virtual ou QR Code.

Só na segunda etapa é que o beneficiário poderia fazer o saque em espécie ou transferir o valor para outros bancos. De acordo com o calendário anterior, estas opções seriam liberadas entre os dias 4 de maio e 4 de junho, conforme o mês de nascimento do trabalhador.

Durante uma live com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que os saques e transferências da primeira parcela agora estarão disponíveis de 30 de abril a 17 de maio. Confira as novas datas a seguir:

Auxílio emergencial 2021 - Novo calendário saqueFonte: Caixa Econômica Federal

Já os depósitos da primeira parcela foram antecipados apenas para os nascidos em novembro e dezembro. A princípio, eles receberiam nos dias 29 e 30 de abril, respectivamente, e agora, a primeira parcela será creditada um dia antes para cada grupo, ou seja, os nascidos em novembro recebem em 28 de abril, enquanto os nascidos em dezembro recebem no dia 29.

Para os demais beneficiários, não houve mudança na data de pagamento. Até o momento, já receberam a primeira parcela os trabalhadores nascidos entre janeiro e maio. O calendário de pagamentos da segunda, terceira e quarta parcelas do auxílio emergencial não foi alterado.

Bolsa Família

Para quem recebe o Bolsa Família, o auxílio emergencial será pago da mesma forma que o benefício regular, ou seja, nos últimos 10 dias úteis de cada mês, conforme o dígito final do Número de Identificação Social. Neste caso, não existe uma segunda data no calendário de pagamentos, uma vez que o crédito e o saque em dinheiro são liberados no mesmo dia.

A primeira parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família estará disponível a partir desta sexta-feira, 16. Confira o calendário a seguir:

Fonte: Caixa Econômica Federal

Leia também: Políticos se reúnem para pedir a volta do auxílio emergencial de R$ 600