Christiane Torloni tem mãe famosíssima que atuou na Globo e verdade sobre ela é completamente chocante; veja flagra

0
306
Christiane Torloni e Monah Delacy da Globo (Foto: AgNews)
Christiane Torloni e Monah Delacy (Foto: AgNews)

Muitos podem não saber, mas Christiane Torloni, que acumula anos e anos de atuação na Globo, tem uma mãe famosíssima e que já brilhou muito em papéis na mesma emissora. Monah Delacy tem mais de 60 anos de carreira, apesar de seu rosto não ser mais conhecido que o da herdeira. Nesta sexta-feira (17), a atriz apareceu ao lado da veterana dando muito chamego em um shopping do Rio de Janeiro, e isso despertou no GPS da FAMA a necessidade de explicar quem é a matriarca.

Veja Também:  Christiane Torloni faz desabafo sobre grande perda de filho de 12 anos e detalhes da tragédia são revelados

Monah Delacy, de 90 anos, começou a carreira em 1950, no teatro, e em 1960 gravou seu primeiro filme, chamado Esse Rio que Eu Amo. Desde então, engatou um trabalho atrás do outro nas telonas, até que, em 1969, viveu sua primeira personagem na televisão, como a Madre Superiora, em “Acorrentados”, da TV Rio (afiliada da Record).

Veja Também:  Christiane Torloni fala de trágica morte do filho, profunda tristeza e revela o que a Globo fez: “Decomposição interna”

A partir disso, os grandes trabalhos em clássicos da Globo deram um pontapé inicial. Primeiro no sucesso “Irmãos Coragem”, de 1970, em “Gabriela, Cravo e Canela”, de 1975, em “A Gato Comeu”, de 1985, e Senhora do Destino, de 2004, como exemplos. O trabalho mais recente de Monah Delacy foi em “Dance, Dance, Dance”, uma novela da Band, em 2007,

Christiane Torloni e Monah Delacy (Foto: AgNews)
Christiane Torloni e Monah Delacy (Foto: AgNews)

Tanto Christiane Torloni quanto Monah participaram do “Conversa Com Bial”, da Globo, nesta semana, e deram detalhes de como a ex de Denis Carvalho superou a morte do filho, Guilherme, em 1991. “Eu fui criada de uma maneira para não temer grandes emoções e o luto faz parte da nossa vida. A gente não tem que ter vergonha. A dor, de alguma maneira, humilha as pessoas. Você se sente humilhado porque está exposto. Mas não temer o processo natural dos sentimentos é importante. Eu precisei me recolher”, explicou a artista, que foi morar em Portugal depois do ocorrido.

Veja Também:  Susana Vieira, Christiane Torloni, Gloria Pires e outras atrizes da Globo cometem gafes históricas e passam vergonha

Ela continuou: “O luto não passa nunca. Só vai diminuindo de potência, mas está sempre lá. É um convívio diário. Não existe ex-mãe ou ex-filho. Você conviver com isso é o grande desafio da vida. E principalmente não achar que isso foi um castigo. Isso me fez desapegar mais do Leo [o ator Leonardo Carvalho, seu filho], porque temos que aprender que não somos donos de nada. Não temos controle sobre a vida e a morte”.

Veja Também:  Christiane Torloni, da Globo desaba ao falar da morte trágica de filho e revela como encarou o luto: “Precisei me recolher”

Monah Delacy, por sua vez, decidiu ficar reclusa em sua casa em Petrópolis e, durante o luto, descobriu um novo rumo para a vida após ser convidada para começar a dar aulas de teatro, e foi aí que ela se descobriu como uma professora – profissão que dividiu com a atuação.

Veja as últimas noticias sobre TV & Fama