China: Rover enviou as primeiras imagens captadas em Marte

0
110

A China continua a fazer história, após ter sido a segunda nação do mundo a aterrar uma aeronave na planície de Marte, após os EUA, ultrapassando a Rússia nesta nova fase da expansão espacial.  nave espacial Tianwen-1, sem qualquer tripulação, pousou em uma vasta planície conhecida como Utopia Planitia, deixando uma pegada chinesa em Marte pela primeira vez.

O veículo espacial chamado Zhurong, em homenagem a um mítico deus chinês do fogo, desdobrou seus painéis solares e antena e começou a enviar sinais para o planeta terra no passado sábado, sendo que para que o rover se iniciasse e começasse a captar imagens, o próximo fim de semana era apontado como provável, mas afinal conseguiram atingir o objetivo antes, sendo que durante o dia de ontem a Administração Espacial Nacional da China (CNSA) divulgou as primeiras imagens enviadas pelo rover em Marte.

Na primeira imagem, colocada em em baixo, vê-se os painéis solares abertos e desdobrados, já que é dessa forma que o rover ganha energia para funcionar. A segunda imagem, mais em baixo, podemos ver a plataforma de descida para que o rover possa iniciar o seu caminho, saindo da plataforma onde vem integrado e possa, realmente, pisar o planeta vermelho pela primeira vez.

Você que ama tudo sobre celular e sempre quis saber como consertar o seu próprio aparelho, vai descobrir agora,e sem sair de casa! Ficou interessado? Então clique no link abaixo e saiba mais.

O rover vai agora inspecionar o local de aterragem a partir de 22 de maio para realizar inspeções, disseram as autoridades chinesas. O rover tem seis instrumentos científicos, incluindo uma câmara de topografia de alta resolução a bordo para estudar a superfície, solo e atmosfera do Planeta Vermelho, permitindo que os cientistas recebam mais informações sobre Marte. O objetivo da missão é que o robô consiga funcionar durante 90 dias em Marte, sendo que cada dia no planeta vermelho tem 24 horas e 39 minutos.

O robô Zhurong também procura por sinais de vida, incluindo qualquer água subterrânea e gelo, usando um radar de penetração no solo, numa tentativa de perceber se há vida atualmente, ou se já houve algum vestígio de vida antigamente. Além das imagens, também foi divulgado um vídeo da aproximação ao planeta, antes dos famosos “7 minutos de terror” da entrada e aterragem no planeta.

A missão Tianwen-1 começou em julho do ano passado, com o lançamento d do foguete que levou o rover a caminho de Marte, sendo que chegou perto do planeta vermelho apenas em fevereiro e, só agora, é que a China iniciou a aterragem no planeta vermelho, que se revelou um sucesso e tornou o país no segundo país a conseguir aterrar em Marte, acabando por ultrapassar a Rússia nesta andanças.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões