Longa Duração: Problemas no câmbio e no farol permanecem no Jeep Compass

Reapertada, a suspensão ficou mais silenciosaQuatro Rodas

Com revisões a cada 20.000 km, estipulamos um plano especial para que o Compass passasse mais vezes pelas concessionárias, permitindo avaliar a rede Jeep com maior precisão.

“Desde o início do teste, encostamos o Compass a cada 10.000 km, pois fazemos uma parada extra entre as revisões. Em todas, solicitamos os serviços de alinhamento, balanceamento e rodízio e, lógico, também aproveitamos para pedir a correção de eventuais problemas”, diz Péricles Malheiros, editor de Longa Duração.

Com 30.000 km, nosso SUV encostou na concessionária Fattore, em Limeira (SP).

Com o Compass, deixamos uma lista de problemas recorrentes.

O mais antigo deles é o tranco no câmbio durante as desacelerações em baixa velocidade, como ao trafegar à procura de vaga no estacionamento, por exemplo.

Os trancos seguem incomodandoQuatro Rodas

Declaramos nosso velho descontentamento com a alavanca de seta, que, muito mole, acaba lampejando o farol alto involuntariamente. Reclamamos ainda do excesso de ruídos na dianteira ao rodar em ruas esburacadas.

Por fim, comentamos sobre o apagão do painel de instrumentos, que deixa de funcionar (iluminação e marcação dos ponteiros) por um breve período – coincidência ou não, todas as quatro manifestações se deram em trechos rodoviários.

Veja também

  • Auto-serviçoAutodefesa: Donos de Jeep Compass com problema no ar-condicionado2 jan 2018 – 15h01
  • TestesComparativo: Peugeot 3008 x Jeep Compass x Audi Q315 nov 2017 – 15h11
  • TestesLonga Duração: Compass é sucesso na primeira parada na rede8 jan 2018 – 16h01

Após três dias, a Fattore liberou o nosso Compass. Na retirada, o técnico disse: “Fizemos um reaperto na suspensão dianteira e o barulho sumiu. Sobre os trancos no câmbio e o desligamento do painel, fiz uma varredura das centrais em busca de registro de erros, mas não encontrei nada.

De qualquer maneira, fiz uma atualização do sistema de ambos. Com relação ao lampejo do farol alto, não há o que fazer, é assim mesmo”.

O ruído na suspensão sumiu e o apagão do painel não voltou a se repetir. Mas os trancos no câmbio e o mau funcionamento da alavanca seguem incomodando.

Jeep Compass –  30.263 km

Consumo

  • No mês: 12,4 km/l com 21,4% de rodagem na cidade
  • Desde out/17: 12,1 km/l com 19,3% de rodagem na cidade
  • Combustível: diesel S-10

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.266
  • Alinhamento: R$ 240

Ficha técnica

  • Versão: Longitude 2.0 16V turbodiesel
  • Motor: 4 cilindros, dianteiro, transv., 1.956 cm3, 16V, 170 cv a 3.750 rpm, 35,7 mkgf a 1.750 rpm
  • Câmbio: automático, 9 marchas, 4×4
  • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 5.889
  • Revisões (até 60.000 km): R$ 3.616
amei