Dia do 4×4: Velo Città recebe primeira etapa dos ralis Mitsubishi

A experiência de levar um carro ao seu limite, utilizando todos os recursos que ele oferece, é inesquecível. Para a maioria das pessoas, essa é uma oportunidade rara: para pilotar é preciso uma pista segura, um evento bem organizado e um veículo que aceite ser exigido enquanto entrega muita performance e nenhum risco.

E é exatamente isso que os proprietários de um Mitsubishi recebem ano a ano. O próximo fim de semana vai marcar a abertura da temporada 2018 de competições de rali da marca. Entre 23 e 25 de março, o autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu, vai se tornar a capital nacional do 4×4.

Com a realização de todos os eventos ao mesmo tempo, essa é uma oportunidade para colocar em prática um estilo de vida próprio e encarar os desafios de uma trilha 4×4. A expectativa é reunir mais de 400 veículos no autódromo paulista. “Cada evento tem uma característica e um público distinto”, comenta Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors. “Fazemos as competições há mais de 24 anos e buscamos proporcionar experiências únicas aos proprietários e um dia inesquecível para toda a família.”

Não é preciso ter nenhum tipo de experiência anterior para participar, basta ser proprietário de um Mit e ter vontade de colocar todas as características off-road dos veículos em seu habitat natural. As equipes podem escolher entre os diferentes objetivos de cada evento – desde o cross country tradicional até competições com diversas tarefas fora do carro. Todas as modalidades contam com divisões para iniciantes e experientes, garantindo o nivelamento dos times.

Além deles, serão realizados mais dois eventos na pista do autódromo em parceria com o grupo Mitsufans: o Fun Day, uma prova de regularidade para os modelos ASX, Lancer Sedan e Outlander, e o Lancer Day, evento de volta rápida em que podem participar os modelos Lancer. Confira abaixo as informações dos principais eventos do dia:

Mitsubishi Cup – primeira etapa

A prova inclui o rali cross country de velocidade mais tradicional do Brasil, cuja disputa é realizada em dois circuitos especiais em percurso total de 35 quilômetros. Há também um rallycross, com competições acirradas, realizado em meio a plantações. Além das áreas de cultivo de soja e cana-de-açúcar, as duplas de pilotos e navegadores vão encarar uma disputa simultânea com quatro a cinco carros em uma pista que mescla partes de asfalto com terra e grama.

“Começamos a 19ª temporada da Mitsubishi Cup com grande expectativa. Vamos seguir a receita com provas que desafiam os pilotos em várias situações”, afirma Julianelli. Ao todo, são cinco categorias: L200 Triton Sport RS, L200 Triton ER, L200 Triton ER Master, ASX-RS e ASX-RS Master.

Mitsubishi Motorsports

O rali de regularidade da marca dos três diamantes promete diversão para os participantes. Cada dupla, formada por piloto e navegador, faz um trajeto definido pela organização, respeitando o tempo e a velocidade estipulados na planilha. São quatro categorias, dependendo da habilidade de cada time.

Não é preciso experiência para participar dos eventos, que combinam belas paisagens e terrenos propícios para um 4×4Mitsubishi

A categoria Turismo Light, destinada a quem está começando, seguirá por trilhas em direção a Jacutinga (MG). O trajeto passa por estradas vicinais contornando matas, acompanhando o entorno do Rio Mogi Guaçu e um trecho da antiga estrada marco da histórica Revolução de 1932 e finalizando com percurso em área de reflorestamento. Já para as categorias Master, Graduado e Turismo, voltadas para quem tem mais experiência, haverá um percurso que passa por canaviais, reflorestamentos e muitos trechos que exigirão técnicas de pilotagem e navegação.

Mitsubishi Outdoor

No rali que combina estratégia e diferentes tarefas a serem completadas, os participantes explorarão uma região com muito relevo, repleto de serras, matas e com diversos tipos de estrada, desde asfalto até pequenas trilhas.

Neste ano, as provas trazem uma novidade: as equipes poderão acompanhar o seu desempenho e de seus concorrentes em tempo real, inclusive visualizando onde se encontram os outros participantes em um placar ao vivo. Outra inovação será o uso do Google Plus Code, que funciona como endereço físico. Ou seja, quando um endereço não estiver disponível, é possível usar um código para encontrar ou compartilhar um lugar no Google Maps. Para utilizá-lo, os participantes terão que estar munidos de smartphones para localizar os pontos virtuais.

A inscrição nos ralis é gratuita e pode ser feita no site da Mit. Cada carro deve fazer uma doação de uma cesta básica e seis produtos de higiene, que serão destinados, por meio do programa MIT Pró Brasil, a instituições assistenciais da região por onde as provas passam.

amei