Carrefour: morte de cão de mobilizar Ongs, celebridades e usuários de internet

Defensor dos animais, Luisa Mell anunciou que irá acompanhar o caso de perto e, se necessário, deve entrar na Justiça

Um cão sem nome, mas manteve o coração de todo o Brasil. O caso envolvendo o hipermercado Carrefour, ganhou uma nova camada nesta terça-feira (4/12), quando as Ongs, as celebridades e os surfistas decidiu falar sobre o assassinato de um cachorro na unidade de Osasco (SP).

O crime ocorreu no sábado (1º/12) e teria sido arquitetado por um funcionário da rede. A segurança do local teria batido o cão de quebrar suas duas pernas depois de dar veneno para ele. Testemunhas revelaram que o animal era comum na região e recebeu comida e água as pessoas que passam.

Nas redes sociais, as Ongs têm publicações e marcou o Carrefour, para questionar o resultado dessa história. Famosos também usaram seus perfis no Instagram em busca de respostas. Tatá Werneck, Leticia Spiller, Fábio Assunção e Kéfera foram algumas das celebridades que falaram.

O humorista que apresenta a Dama da Noite ele estava irritado com a atitude do Carrefour não levar o caso adiante. “Se você é tão chocado como nós, tirar partido do que a crueldade para fazer a diferença. Começar a ajudar Ongs que cuidam de animais abandonados. Começar a doar alimentos para cuidar desses animais. Parar de dar respostas prontas e para o ser humano, pelo menos agora”, escreveu a Tata.

Kéfera também não foi silencioso. “E então, o Carrefour, o que será feito com o segurança que agrediu e envenenado o cão de rua que estava no mercado para você em Osasco?”, questionada. Giovanna Ewbank fez uso da explosão da Tata para repudiar o que aconteceu, e o cantor Felipe Araújo também levou vantagem.

“Eu não posso acreditar que a níveis incríveis de crueldade que o ser humano tem alcançado. Isso não vai ficar assim! Eles mataram este cão em uma filial do Carrefour. Brutal! Esta notícia só o meu dia”, disse o sertanejo.

Milhares de usuários de internet têm feito postos em movimento na internet, entrando no perfil da rede de hipermercados, a fim de atrair a atenção. Eles compartilham a mesma imagem: o cachorro indefeso pintado, com uma coroa flutuante anjo na cabeça.

Luisa Mell

Defensor dos animais, Luisa Mell não deixe o episódio passar em branco. Em um vídeo postado nas redes sociais, ela revelou que irá acompanhar o caso de perto e, se necessário, irá envolver a Justiça para punir os responsáveis pelo crime. Na função Histórias de Instagram, ela lançou as imagens que chocaram o país, no início desta semana: o cão estar morto.

Outro lado Por meio de nota, o Carrefour informou que repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos e preventivamente puxado, a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência, até a uma rigorosa avaliação do curso é concluído e adequadas medidas adotadas.

“Assim que percebeu a presença do animal no local da loja, acolheu-o, oferecendo água e comida, até que a equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Osasco chegou ao local para o devido cuidado”, disse ela.

FONTE: www.metropoles.com