Candidatura de Cássio a prefeito de Campina Grande é tida como remota

0
65
Candidatura de Cássio a prefeito de Campina Grande é tida como remota
Candidatura de Cássio a prefeito de Campina Grande é tida como remota

Vai ficando cada vez mais remota a hipótese de uma candidatura, nas eleições do próximo ano, do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) à prefeitura de Campina Grande, que ele ocupou em ocasiões anteriores. O próprio prefeito Romero Rodrigues, ex-PSDB, hoje PSD, que terá participação ativa no desfecho da sua sucessão, admitiu que Cássio tem emitido sinais de desinteresse em postular novamente o cargo. Mencionou como exemplo de afastamento político do ex-senador a assinatura de contratos, na condição de advogado, com clientes, e com duração de mais de um ano, através do escritório em que passou a atuar desde a derrota para a reeleição ao Senado em 2018.

O ex-governador e ex-senador passou recibo, no pós-eleitoral, de desapontamento com a proporção da sua derrota no pleito do ano passado, ficando em quarto lugar na corrida ao Senado apesar de ter liderado com folga as preferências do eleitorado quando da deflagração da campanha. Na reta final ele foi atropelado pela sua companheira de dobradinha Daniella Ribeiro (PP), que se tornou a primeira mulher senadora na história da Paraíba, e pelo ex-prefeito e ex-deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB), que conquistou a segunda vaga. Cássio teve menos votos do que o próprio candidato do PT, Luiz Couto, lançado com o apoio do então governador Ricardo Coutinho e que ficou na terceira colocação.

O presidente estadual do PSDB, deputado federal Pedro Cunha Lima, filho de Cássio, asseverou que o propósito da agremiação é o de ter candidaturas próprias a prefeito nas duas maiores cidades do Estado – João Pessoa e Campina Grande. Mas Pedro é bastante realista em relação aos cenários que se projetam, observando que tanto na Capital como na Rainha da Borborema os tucanos são aliados dos atuais prefeitos, que são filiados a outros partidos (Luciano Cartaxo ao PV e Romero Rodrigues ao PSD), o que impõe a necessidade de diálogo profundo sobre as alternativas e a melhor solução para garantir vitórias contra o esquema do governador João Azevêdo, do PSB. Este poderá contar com a candidatura de Ana Cláudia, mulher do senador Veneziano Vital, à sucessão de Romero Rodrigues, mas outras opções estão sendo examinadas.

Em relação a Campina Grande, o PP disponibiliza pelo menos dois nomes como opção para concorrer à prefeitura – o do atual vice-prefeito Enivaldo Ribeiro e o de Lucas Ribeiro, filho da senadora Daniella e considerado quadro emergente na sucessão campinense. Mesmo que não se engaje de forma mais proativa nas articulações de bastidores para a definição de candidaturas, bem como de alianças políticas para a disputa eleitoral de 2020, o ex-senador Cássio Cunha Lima não deverá se omitir de participação na campanha. Os próprios aliados afirmam que ele não está rompido com a política e consideram que Cunha Lima vive momento natural de recolhimento após a fase negativa do pleito do ano passado.

Deixe uma resposta