Calvário: Em depoimento, Waldson de Souza afirma que pagamento de propina tinha aval de Ricardo Coutinho

0
82

O ex-secretário da Saúde da Paraíba, Waldson de Souza, revelou em depoimento como negociou contratos fraudulentos para a compra de livros e afirmou que o recebimento de propina tinha o aval do então governador Ricardo Coutinho e do irmão dele, Coriolano Coutinho. Parte do depoimento de Waldson veio à tona após a deflagração das 11ª e 12ª fase da Operação Calvário, nesta quinta-feira (4) e o ClickPB teve acesso ao documento.

O ex-secretário relatou que, em reunião com o ex-presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, foi informado da necessidade de realizar uma compra de material educativo, pois a contratação renderia apoio financeiro ao PSB. Ele contou que posteriormente reproduziu a conversa para o governador Ricardo Coutinho, a fim de obter autorização dele para prosseguir com a contratação e o governador concordou.

Waldson contou ainda que após a aquisição do material ser finalizada, foi repassado um valor para Edvaldo Rosas, que ele não soube precisar, mas segundo as investigações foi de R$ 150 mil. O próprio Waldson recebeu R$ 50 mil como uma recompensa por ter facilitado o processo.

Em seu depoimento, ele afirmou que nunca pediu o dinheiro, mas recebeu a quantia e investiu em sua campanha política, já que ele tinha intenção de se candidatar a vereador, mas acabou desistindo desse objetivo depois.

Confira os trechos de destaque da depoimento de Waldson de Souza: