Caixa relata roubo do auxílio de R$ 600 por hackers; Veja o que fazer nesta situação

0
69
Caixa relata roubo do auxílio de R$ 600 por hackers; Veja o que fazer nesta situação
Caixa relata roubo do auxílio de R$ 600 por hackers; Veja o que fazer nesta situação

Alguns beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 tiveram o dinheiro roubado por hackers, de acordo com relato do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães na sexta-feira,17.

“Os hackers estão desviando o dinheiro da população mais carente pelo aplicativo Caixa Tem”, segundo o presidente da Caixa. O banco não esclareceu os detalhes sobre as medidas que estão sendo tomadas contra os hackers.

A estatal relatou que um grupo pequeno de beneficiários ficaram com o saldo da poupança social digital zerada depois de usarem os recursos para fazer pagamentos digitais.

Meu auxílio foi roubado por hackers, o que fazer?

A primeira coisa a se fazer é identificar a fraude, se ocorreu algum saque ou transferência não feita pelo titular da conta, e checar se a poupança social aparece negativada.

Essa análise é possível de fazer por meio do aplicativo Caixa Tem. Alguns usuários relataram que foram vítimas das fraudes ao transferirem o dinheiro para contas digitais.

Após identificar que o dinheiro sumiu da conta, o beneficiário deve formalizar uma contestação. A vítima pode ir diretamente a uma agência da Caixa ou entrar em contato com o banco pelos canais de atendimento:

  • 0800 726 0101 -fale diretamente
  • 0800 725 7474 – Ouvidoria Caixa

Para abrir uma contestação é necessário que o beneficiários tenha em mãos o RG e CPF. Não é cobrado nada para abrir o processo.

Em nota a Caixa explicou que, “Após análise, nos casos em que for comprovado eventual saque fraudulento, o beneficiário será ressarcido diretamente na agência onde foi registrada a contestação.”

Como não cair nos golpes

Para evitar cair nas fraudes, a Caixa orienta que os beneficiários utilizem apenas os canais oficiais do banco ou do governo para buscar informações e ter acesso ao auxílio emergencial.

O presidente da estatal explica que nos canais oficiais são utilizados fatores complementares de segurança como código de verificação, além do próprio dispositivo que garantem a segurança das transações.

A orientação sempre é utilizar o site e aplicativo oficial da Caixa e não fornecer dados pessoais para páginas e sites desconhecidos ou que não sejam oficiais do programa do auxílio emergencial.

Veja também: Medida da Câmara proíbe que bancos confisquem o auxílio emergencial para quitar dívidas

Deixe uma resposta