Caixa pode antecipar próximos pagamentos do auxílio emergencial, diz Pedro Guimarães

0
108

Atenção, beneficiários do auxílio emergencial! A Caixa Econômica Federal poderá antecipar os calendários de pagamento das próximas parcelas do benefício, conforme divulgado pelo presidente da estatal, Pedro Guimarães.

Em recente entrevista, o executivo declarou: “A partir da avaliação do pagamento deste primeiro ciclo poderemos também antecipar os pagamentos dos ciclos 2, 3 e 4”.

Guimarães destacou que o banco irá avaliar a dinâmica e desempenho dos pagamentos da primeira parcela, creditada via conta poupança social entre os dias 6 e 30 de abril, para assim definir as chances de antecipação das rodadas seguintes. Apesar do anúncio, até o momento permanecem vigentes os calendários já divulgados.

Calendário de pagamento Auxílio Emergencial

Confira as datas de pagamento de todas as parcelas do auxílio emergencial para inscritos via app, site e aqueles que fazem parte do Cadastro Único (CadÚnico):

Calendário Auxílio Emergencial 2021Fonte: Ministério da Cidadania

Calendário auxílio emergencial 2021 para beneficiários do Bolsa Família

Veja as datas de pagamento das parcelas, que seguem o calendário original do próprio Bolsa:

Calendário Auxílio Emergencial Bolsa Família 2021Fonte: Caixa Econômica Federal

Quem pode solicitar o auxílio emergencial?

O acesso ao benefício exige o cumprimento de algumas regras pelo cidadão beneficiário, como:

  • Ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter recebido o auxílio emergencial em 2020;
  • Possuir renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Possuir renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Lembrando que o valor do auxílio emergencial depende da condição de cada pessoa, sendo R$ 150 para quem mora sozinho, R$ 250 no caso de famílias com mais de uma pessoa e que não são comandadas por mulheres e R$ 375 para famílias chefiadas por mulheres.

Leia ainda: Proposta aumenta valor do auxílio para R$600 com redução de isenções fiscais