Bruno pretende fortalecer o São João durante todo o ano em Campina Grande/PB

0
34

O candidato pela Coligação Campina Rumo ao Futuro, Bruno Cunha Lima (PSD), participou na noite desta quarta-feira, 14, de mais um debate entre os candidatos a prefeito de Campina Grande. Desta vez, as propostas foram debatidas no bairro das Malvinas pelo Sindicato dos Músicos de Campina Grande. Boa parte da classe musical esteve presente, como também integrantes de quadrilhas juninas.

O fortalecimento do São João de Campina Grande foi uma das principais propostas defendidas por Bruno durante a sabatina. Ele lembrou que é importante manter a “chama acesa”, não só no mês de junho, mas também durante todo o ano.

Anúncio

“Pretendemos aliar a nossa política cultural ao turismo, com uma agenda de eventos para que todos os meses se tenha data pré-definida para a celebração do São João”, defendeu ele, lembrando uma ironia usada pelo irreverente Biliu de Campina, que se coloca sempre como um “vendedor de eletrodomésticos”:  no mês de junho é cantor e, no restante do ano, é vendedor de eletrodomésticos.

Bruno lembrou que temos diversas outras  manifestações culturais na cidade, como os festivais de música clássica, o Comunicurtas e o Festival de Inverno.

Gosto pela cultura

“Sempre tive um gosto pela cultura, pela música nordestina, pela manifestação poética.Pra mim, antes de tudo é uma paixão que tenho, que sempre tive. Tenho um apreço pelas nossas raízes e uma oportunidade como esta é, com toda certeza, muito importante pra gente falar sobre o futuro, inclusive econômico da cidade”, avaliou Bruno.

“Antes de qualquer coisa sou um apaixonado pela cultura, sou um defensor da nossa cultura e se Deus quiser um prefeito cultural”, disse o candidato da Coligação Campina Rumo ao Futuro.

Estúdio

Uma outra ideia de Bruno Cunha Lima apresentou no encontro com a classe artística: criar um estúdio municipal para que os artistas da cidade possam gravar seus trabalhos, com seus próprios repertórios.

“Inovar não é destruir o passado, é reconhecer quem veio antes, mas tendo a capacidade de fazer ainda mais”, falou Bruno.

Com Assessoria