BPC, aposentadoria e demais benefícios do INSS: Saiba quanto você irá receber em 2021

0
57

O valor do salário mínimo de 2021 já foi definido pelo Governo Federal e enviado ao Congresso para aprovação. Sem aumento real, o salário mínimo que atualmente é de R$ 1.045 passará a ser de R$ 1.067 no ano que vem. O governo utilizou como base para o cálculo os dados da inflação deste ano.

Entretanto, mesmo sem ganhos reais no salário mínimo previsto no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA), que define as despesas e receitas da União para o próximo ano, o Benefício de Prestação Continuada (BPC), aposentadoria e demais benefícios do INSS também serão reajustados para cima.

A equipe econômica liderada pelo ministro Paulo Guedes já definiu o aumento dos benefícios previdenciários para o ano que vem. O valor do reajuste do BPC, aposentadoria e auxílio-doença a partir de 1º de janeiro de 2021 será de 2,10%.

Consequentemente, haverá aumento no teto da Previdência Social. Atualmente fixado em R$ 6.101,06, o valor máximo a ser pago para aposentados e pensionistas do INSS no ano que vem será de R$ 6.229,18.

Em abril, o governo havia definido que o salário mínimo deveria ser de R$ 1.079 em 2021. No entanto, no final de agosto, a quantia foi reduzida para o novo valor proposto de R$ 1.067. A justificativa foi a redução na inflação deste ano em decorrência da pandemia.

A proposta do novo valor do salário mínimo deve ser aprovada pelo Congresso Nacional e está sujeita a alteração até o fim do ano.

Salário mínimo não tem aumento real pelo segundo ano consecutivo

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deverá chegar a 3,27% em 2020. Todavia, no mês de julho, houve um recuo de 2,09 no indicador devido ao estado de calamidade pública no país.

Assim, embora o salário mínimo não apresente um aumento real pelo segundo ano consecutivo, os brasileiros continuarão tendo poder de compra neste ano.

De 2007 a 2019, o reajuste do salário mínimo era estabelecido de acordo com o crescimento econômico do país, ou seja, a partir do Produto Interno Bruto (PIB) registrado dois anos antes e da variação da inflação.

Quando a lei que estabelecia a regra de valorização expirou, foi assinada uma medida provisória, posteriormente convertida em lei, que determinou o salário mínimo de 2020 sem os ganhos reais.

Leia também: INSS: ‘Revisão da Vida Toda’ pode aumentar aposentadoria em 6 vezes

Deixe uma resposta