Bolsonaro indica que deverá ir à Justiça contra a Rede Globo em virtude de editorial do Jornal Nacional

0
210
Bolsonaro indica que deverá ir à Justiça contra a Rede Globo em virtude de editorial do Jornal Nacional
Bolsonaro indica que deverá ir à Justiça contra a Rede Globo em virtude de editorial do Jornal Nacional

Na live desta quinta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro indicou que deverá acionar a Rede Globo judicialmente, em virtude do editorial do Jornal Nacional (JN) realizado no último sábado (08), dia em que o Brasil alcançou a lamentável marca de 100 mil mortos pelo novo vírus. O presidente brasileiro declarou que tentará a “responsabilização e o esclarecimento da verdade” ao se referir ao editorial.

Na abertura do JN no sábado, os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcelo, âncoras do jornal, leram um texto em tom editorial com críticas ao presidente e questionando se ele tinha cumprido a Constituição Brasileira no tocante a evitar que os cidadãos brasileiros fiquem doentes. O telejornal da Globo ainda enfatizou o fato do Ministério da Saúde não ter um ministro titular e recordou frases de Bolsonaro acerca da pandemia.

Em sua defesa, ao comentar a edição do Jornal Nacional, o presidente brasileiro afirmou que a acusação “não tem cabimento” e defendeu as ações tomadas pelo seu governo.

“Umórgão de imprensa grande me acusou de ser o responsável por 100 mil mortes. Não tem cabimento. Tomamos medidas concretas para se preparar, antever, prevenir, porque a gente sabia que viria [o vírus]” — disse Bolsonaro.

Logo em seguida, acrescentou:

“Vamos tentar a responsabilização e o esclarecimento da verdade no tocante a essa matéria, porque não dá para a gente não se defender disso. Uma acusação de genocida para cima de mim no horário nobre, ou que eu sou o responsável e que deveria cumprir a Constituição? ‘Será que o presidente está cumprindo a Constituição?’ Com tudo que fizemos, com quase R$ 700 bilhões para combater o vírus”.

“A história vai mostrar onde se errou, e se algumas mortes poderiam ser evitadas — pontuou.