Bolsonaro exonera Onyx e Tereza Cristina para votarem na presidência da Câmara

0
95

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) exonerou nesta sexta-feira (29) os ministros Onyx Lorenzoni, da Cidadania, e Tereza Cristina, da Agricultura, para que possam votar na eleição da presidência da Câmara na próxima semana.

Deputados pelo Democratas, Onyx e Tereza, aliados de Bolsonaro, vão fazer parte da estratégia do Palácio do Planalto para fortalecer a votação para o deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente.

Os dois divergem da orientação do próprio partido, que apoia o candidato Baleia Rossi (MDB-SP), que é o candidato de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa e um dos articuladores da candidatura de Baleia Rossi.

A eleição para a presidência da Câmara acontece na próxima segunda (1º), em votação secreta. Segundo o Estadão, o pleito ainda está indefinido, e Arthur Lira teria o apoio público de 222 deputados, enquanto Baleia Rossi conta com pelo menos 128 parlamentares. Outros 129 deputados não quiseram revelar sua escolha, enquanto dez não foram encontrados e outros 24 disseram que pretendem votar em outros candidatos.