Bebê cardiopata é o primeiro paciente de 2019 a receber alta no Hospital Metropolitano

Recebeu alta hospitalar, na tarde dessa quinta- feira (3), a pequena Maria Stela, de apenas dois meses. A menina é a primeira paciente cardiopata a receber alta em 2019 na unidade hospitalar. Stela, que é oriunda do município de Itabaiana, é uma das mais de 400 crianças cardiopatas que já foram assistidas no Hospital Metropolitano desde a sua inauguração, em abril de 2018.

Diagnosticada com uma grave cardiopatia congênita, a pequena deu entrada no hospital com o quadro agudo, ficando interna na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até procedimento cirúrgico. “Stela é e uma criança que nasceu com uma cardiopatia de hiperfluxo pulmonar, que ocasiona comprometimento no quadro respiratório, cansaço e insuficiência cardíaca. No caso da criança foi realizada cirurgia de Bandagem do Tronco Pulmonar, que conseguiu reverter os sintomas. Mais na frente, quando tiver mais idade e ganhar peso, iremos realizar outro procedimento que é definitivo”, explicou a coordenadora da cardiopediatria, Lara Dantas.

Já a cardiopediatra intensivista da instituição, Ranise Moura, que também acompanhou o caso de perto, disse que é gratificante ver a evolução da pequena. “É uma satisfação ver a evolução clínica de Maria Stela. Após o procedimento cirúrgico bem sucedido realizado aqui na unidade hospitalar, a menina obteve boa evolução que pudemos reduzir as medicações na criança, no decorrer de internação ganhou peso e agora está podendo ir para casa, saudável e com retorno marcado para podermos acompanhá-la de perto no seu desenvolvimento”, destacou.

A mãe da pequenina, Maria Aparecida Muniz, que acompanhou a filha na instituição, emocionada agradeceu a toda equipe do Hospital Metropolitano pelos cuidados e o carinho com a sua filha. “Minha filha é uma verdadeira guerreira pelo que ela já passou. Nossa! Só tenho a agradecer à equipe da UTI, as orações, à direção desse hospital, tanto pelos cuidados quanto pelo carinho a Stela como também por mim. Não nos faltou nada e acredito que também aos outros pacientes que aqui ficaram, porque o hospital é bem estruturado, tanto nos equipamentos, exames que são realizados, medicação, tudo que foi necessário a recuperação da minha menina eu tive no hospital”, agradeceu.

 

Perfil – O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, localizado em Santa Rita, é a primeira unidade de saúde pública especializada em neurologia e cardiologia da Paraíba. Tem a capacidade de 226 leitos, sendo 60 de UTI, 11 salas de cirurgia e um moderno centro de diagnóstico por imagem. Os pacientes atendidos na instituição são regulados via Secretarias Municipais, em sintonia com o sistema de regulação do Estado.