Banco do Brasil libera empréstimo de R$ 3,7 bilhões para micro e pequenos empresários, Veja como contratar

O Banco do Brasil (BB) abriu linha de crédito para micro e pequenas empresas pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). O total disponibilizado pelo banco para dar suporte ao programa do governo federal é R$ 3,7 bilhões.

O presidente do BB, Rubens Novaes, anunciou em live transmitida ontem quarta-feira, 1º,que espera um crescimento rápido nas operações. “Nosso planejamento é chegar a R$ 3,7 bilhões de desembolso e atender até 180 mil micro e pequenas empresas”, afirmou.

Segundo Novaes, os gerentes do banco estão entrando em contato com os pequenos negócios que são clientes da instituição para oferecer o financiamento do Pronampe. Cerca de 200 mil empresas já foram contatadas resultando em 45 mil empréstimos aprovados. Os recursos devem ser liberados nas próximas semanas.

Como contratar o Pronampe pelo Banco do Brasil?

Os micro e pequenos empresários que são clientes do BB, e estão interessados no Pronampe, devem acessar a página do banco sobre o programa e preencher formulário. Um gerente da região será responsável por entrar em contato por telefone para oferecer o empréstimo.

Somente após análise feita pelo Banco do Brasil para comprovar que a empresa reúne condições necessárias, o empresário poderá contratar o Pronampe, que será feita, de início, nas agências do banco. Em breve o processo deve ser liberado pelo aplicativo.

Quanto cada empresa pode contratar?

Será permitido que a empresa tome empréstimos de até 30% da receita bruta anual registrada em 2019. Por exemplo, um microempreendedor individual que teve faturamento de R$ 40 mil durante 2019 poderá receber crédito de até R$ 12 mil. Já uma empresa que faturou R$ 4,8 milhões poderá ter financiamento de até R$ 1,44 milhão.

As empresas com menos de um ano de funcionamento terão limite de empréstimo de até 50% do capital social ou até 30% da média do faturamento mensal, neste caso vale o que for mais vantajoso.

Para exemplificar, uma empresa com capital social de R$ 50 mil poderá receber até R$ 25 mil de crédito. Mas outra com faturamento médio mensal de R$ 170 mil poderá contratar até R$ 51 mil.

Condições do Pronampe

A taxa de juros máxima cobrada no Pronampe e a Selic (taxa base de juros) que atualmente está em 2,25% ao ano, mais 1,25%. O que totaliza na cobrança anual de 3,5% para os participantes do programa.

Os empresários terão até oito meses de carência e outros 28 meses para pagar as parcelas do Pronampe, o prazo total para quitar o empréstimo é de 36 meses.

Veja também: Guedes afirma que governo pode perdoar empréstimos de pequenas empresas 

Deixe uma resposta