Azevêdo completa cem dias de gestão e apresenta resultados positivos

0
60
Azevêdo completa cem dias de gestão e apresenta resultados positivos
Azevêdo completa cem dias de gestão e apresenta resultados positivos

Hoje, o governador João Azevêdo (PSB) completa cem dias de gestão à frente da administração paraibana e deverá conversar à noite com os paraibanos através das redes sociais, a partir das 20h. O governador e seus aliados – de secretários a deputados que o apoiam – fazem uma avaliação extremamente positiva sobre os resultados até agora alcançados, com ênfase para a manutenção do equilíbrio fiscal e financeiro e para aplicação de recursos em investimentos estruturantes. Ele foi eleito em outubro do ano passado, em primeiro turno, concretizando um feito histórico pessoal, já que até então não havia concorrido a qualquer mandato político. Seu grande cabo eleitoral foi o governador Ricardo Coutinho, eleito por duas vezes, e Azevêdo derrotou nas urnas pesos-pesados como José Maranhão, do MDB, e Lucélio Cartaxo, do PV, que reuniu uma megacoligação juntando os prefeitos da Capital e de Campina Grande e líderes como Cássio Cunha Lima e Daniella Ribeiro.

Já no discurso de posse que proferiu no teatro A Pedra do Reino, João Azevêdo deixou patente que a sua gestão seria de continuidade, embora adaptada ao seu estilo próprio. Mas fez questão de reiterar o compromisso de fidelidade ao projeto socialista empalmado por Ricardo Coutinho e que, no seu ponto de vista, tem sido exitoso e contribuído para fazer a Paraíba avançar. Ex-secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Coutinho, Azevêdo demonstrou firmeza nos primeiros dias ao romper contrato com organizações sociais como a Cruz Vermelha, que administrava hospitais como o de Trauma e de Emergência de João Pessoa, ao ser confrontado com denúncias de graves irregularidades que culminaram na prisão da ex-secretária de Administração, Livânia Farias. Ontem, Livânia virou ré na ação penal da Operação Calvário, que apura desvios de recursos da Saúde, com isto complicando-se a sua situação. A juíza Andreia Lins, da Quinta Vara Criminal, também acatou denúncia do MPPB contra Elvis Farias, marido de Livânia, o ex-assessor Leandro Azevedo, Daniel Gomes e Michelle Cardoso, da Cruz Vermelha. Azevêdo decretou intervenção nos hospitais que enfrentam denúncias sem partir para o revanchismo contra o antecessor.

Pelo contrário: o atual governador considerou válido e correto o modelo de recurso a organizações sociais para compartilhamento de gestão em setores estratégicos do serviço público, impondo que a atuação das OS esteja afinada com os interesses e a filosofia do governo. Na sequência das medidas profiláticas que tomou, Azevêdo assinou um novo decreto regulamentando o funcionamento de organizações sociais no Estado. Em relação ao conjunto dos cem dias, o governo destaca a entrega e anúncio de obras e ações que totalizam mais de meio bilhão em investimentos, entre os quais o Programa Paraíba Rural Sustentável, cujo investimento é da ordem de US$ 50 milhões do empréstimo contratado junto ao Banco Mundial, mais US$ 30 milhões de contrapartida do Estado (aproximadamente R$ 300 milhões), para beneficiar mais de 45 mil famílias paraibanas que trabalham com a agricultura familiar. Também mereceu destaque no registro antecipado feito pelo governo o lançamento do sistema de monitoramento de segurança com Centros Integrados de Comando e Controle em João Pessoa, Campina Grande e Patos, orçado em R$ 15 milhões.

Ainda são apontados como marcos importantes da gestão as inaugurações da expansão da rede de gasoduto no Distrito Industrial de João Pessoa e a ligação da termoelétrica Epasa ao gás natural, num investimento de mais de R$ 1 milhão; do Residencial Thomas More I e II na Capital (R$ 19,2 milhões), da travessia urbana e acesso ao aeroporto de Monteiro, travessia urbana de São João do Rio do Peixe, reforma e ampliação da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio João Cavalcanti Sula no município de Boaventura. Há ordens de serviço emitidas para as obras de construção da quarta adutora de Cajazeiras, destinada a ampliar o abastecimento de água na região; segunda etapa da adutora translitorânea, que visa a ampliar o sistema de abastecimento de água na região metropolitana de João Pessoa e a elaboração do Plano de Segurança de Barragens, bem como o Projeto Educação Conectada

Deixe uma resposta