Atenção! INSS vai liberar 3 novos benefícios nos próximos dias

0
115

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem um bom motivo para comemorar. Preocupado com os efeitos da crise sanitária na vida desse grupo, o governo federal pretende autorizar a liberação de três benefícios para aposentados e pensionistas da autarquia.

Um dos motivos é que grande parte desses cidadãos integra o grupo de risco para o novo coronavírus, o que torna ainda mais importante protegê-los de maiores impactos. Além dos benefícios voltados para esse público, também estão em análise benefícios para manutenção de empregos.

A previsão é que sejam autorizados três benefícios para quem já é segurado ou pretende solicitar alguma ajuda do INSS. Veja quais são eles e como está o andamento para sua liberação.

Suspensão da perícia para auxílio-doença

O primeiro delas é voltado para pessoas que precisam solicitar benefícios com auxílio-doença e auxílio-acidente. O Congresso pretende autorizar que a perícia médica presencial seja dispensada na hora do INSS reconhecer a incapacidade de um trabalhador.

Sendo assim, a avaliação seria feita somente através dos documentos apresentados por ele. O auxílio-doença sem perícia terá validade até o dia 31 de dezembro de 2021.

A medida foi justificada com o fato que muitas agências foram fechadas durante a pandemia, e isso causaria filas e aglomerações nas que ainda estão abertas. Para que passe a valer, a proposta depende apenas da sanção presidencial, uma vez que já foi aprovada no Congresso.

Aumento na margem consignável

Outra proposta que também já foi aprovada e aguarda somente a autorização do presidente é o aumento da margem do crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. Após a aprovação da MP 1006/20, o limite consignável passaria de 35% para 40%.

Dessa forma, os segurados poderiam utilizar até 40% do valor de seu benefício com crédito consignado, sendo 35% em empréstimos e os outros 5% no cartão de crédito. Atualmente, o limite é de 30% para empréstimos e 5% para o cartão.

Além de aposentados e pensionistas do INSS, também poderão usufruir do aumento na margem consignável os militares e servidores públicos ativos e inativo. A validade da medida vai até 31 de dezembro de 2021.

Antecipação do 13º salário do INSS

Embora tenha sido anunciada desde o início do ano, a antecipação do 13º salário para segurados do INSS ainda não foi autorizada. A medida depende da aprovação do Orçamento Geral da União para 2021, o que ainda não ocorreu.

Contudo, a expectativa é que o Orçamento seja aprovado nos próximos dias, possibilitando a antecipação das parcelas do 13º salário para abril e maio.

Leia mais: Quando o 13° salário do INSS será pago? Crescem expectativas para antecipação