Aprovados no Apoio Universitário devem comparecer à palestra de apresentação do programa nesta sexta

0
129

Os alunos aprovados no programa municipal Apoio Universitário, da Prefeitura de João Pessoa, devem comparecer à apresentação do programa que acontece na próxima sexta-feira (30), no auditório do Centro Universitário Maurício de Nassau. A participação no evento é obrigatória.

Os 200 beneficiados serão divididos em duas turmas, com a apresentação acontecendo às 8h30 e às 13h30 para evitar aglomerações e seguindo todos os protocolos de biossegurança em prevenção ao Covid-19. Para isso, os alunos estão sendo contactados pela coordenação do programa para agendarem o horário que preferem participar da palestra, munidos de documento oficial com foto.

O programa é gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), sendo esta fase obrigatória e o aluno que não comparecer deve justificar sua ausência. Caso não justifique em até três dias, será desligado automaticamente do programa.

“Reforçamos a todos os alunos a importância de cumprirem os protocolos sanitários com o uso de máscara, assim como a presença na palestra. Tivemos uma participação recorde este ano e o programa é um investimento que a Prefeitura faz no Ensino Superior, buscando manter os alunos no seu curso e podendo ter um futuro melhor”, completou Felipe Leitão, secretário da pasta.

O programa – O Apoio Universitário é gerido pela Sedes, sendo voltado para alunos do Ensino Superior em vulnerabilidade social, que estejam matriculados em instituições públicas ou privadas, visando fornecer apoio financeiro para que possam viabilizar sua graduação. A Prefeitura investiu, com recursos próprios, mais de R$600 mil anuais.

Os estudantes que são contemplados com o Bolsa Família recebem o apoio municipal com o valor correspondente a um sexto do salário mínimo vigente (R$183,33). Já os que estão apenas no CadÚnico recebem o Apoio Universitário correspondente a um terço do salário mínimo vigente (R$366,66). A novidade este ano é que os alunos também receberão chips de internet para que possam acompanhar as aulas remotas com mais qualidade.