Apple confirma que garantia de iPhones não será afetada por uso de outros carregadores

0
70

A Apple anunciou no último sábado, 05, que os usuários de iPhones poderão utilizar carregadores de outras marcas, desde que os mesmos sejam devidamente certificados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), sem qualquer prejuízo à garantia original de fábrica.

A decisão foi tomada após a notícia de que os carregadores não seriam mais fornecidos pela Apple na venda de novos modelos iPhone, o que gerou polêmica e levou a fabricante a ser notificada pelo Procon-SP. Com isso, a medida põe fim ao impasse sobre o uso de carregadores alternativos nos aparelhos.

Isso porque o certificado de garantia da Apple determina que a fabricante não se responsabilizará por “danos causados pelo uso de um componente ou produto de terceiros que não atenda às especificações do Produto Apple”. No entanto, o texto não esclarece as especificações no caso dos adaptadores de tomada, que deixarão de ser incluídos nas embalagens de iPhones.

Ao Tecnoblog, a Apple confirmou que carregadores de terceiros que atendam aos requisitos de segurança, como acessórios certificados pela Anatel, por exemplo, poderão ser utilizados nos aparelhos iPhone, sem que a garantia do produto seja afetada.

A empresa ressaltou ainda que o carregador original de 20 watts teve seu preço reduzido após o acessório ter sido removido dos kits dos iPhones. Além disso, a Apple mencionou que atualmente existem diversos adaptadores no mercado que são compatíveis com os aparelhos da marca.

Ao comunicar que o iPhone 12 seria vendido sem o adaptador, a Apple justificou que a medida é “o certo a se fazer”, uma vez que irá ajudar a preservar o meio ambiente reduzindo a emissão de lixo eletrônico. A empresa alegou que os clientes que utilizavam aparelhos da marca há algum tempo já possuem o acessório, que é compatível com novos modelos.

Segundo a Apple, retirar o carregador das caixas de iPhones e do Apple Watch resultará em uma redução de 2 milhões de toneladas métricas na emissão de carbono, o “equivalente a remover 500 mil carros das ruas por ano”.

Procon-SP exige que carregadores sejam mantidos

Em um comunicado divulgado no dia 02 de dezembro, o Procon-SP afirmou que notificou a Apple, solicitando explicações sobre a venda do iPhone 12 sem o carregador, além de exigir que o acessório seja fornecido aos consumidores que o solicitarem. O órgão justificou que o adaptador é “essencial para o uso do produto”.

Ainda segundo o Procon-SP, ao adquirir um novo aparelho, o cliente espera obter não só um iPhone com melhor performance, mas também um adaptador de energia para carregar o smartphone de forma mais rápida e segura.

O órgão ressaltou que a fabricante deveria informar o consumidor que o acessório seria removido da caixa, o que em sua análise não ocorreu. Ainda de acordo com o Procon-SP, é “incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um plano de recolhimento dos aparelhos antigos”.

Leia também: Programa iPhone Para Sempre do Itaú vale a pena? Veja como funciona