Após ironizar o governo e receber resposta, Adnet insinua que está sendo perseguido

0
89
Após ironizar o governo e receber resposta, Adnet insinua que está sendo perseguido
Após ironizar o governo e receber resposta, Adnet insinua que está sendo perseguido

O comediante da TV Globo, Marcelo Adnet, após fazer uma sátira do governo e receber resposta tanto da SECOM quanto do Assessor Especial de Cultura, Mario Frias, insinuou que está sendo perseguido.

Para o humorista, o órgão está forçando a barra quando rebate através das redes sociais.

Relacionado: Após ato de Marcelo Adnet, Mario Frias eleva o tom e o detona: “ Não passa de uma criatura imunda”

“Aos fatos: 1 -se elegeram sob a bandeira do fim do mimimi e do politicamente correto mas não aguentam UMA SÁTIRA que vem chorar em perfil oficial! 2- A crítica não é ao povo, não força a barra. É AO GOVERNO FEDERAL que em vez de trabalhar prefere perseguir seus próprios cidadãos” escreveu ele

Ademais, ao compartilhar uma publicação que criticava o governo, ele sugeriu que está sendo vítima de perseguição.

“Fazer comédia contra o poder é fácil! Basta pagar impostos que serão usados pra te atacar e perseguir e lidar com ameaças de morte na Justiça. Super democrático!” afirmou