Antes da greve, governo rebate aliados e nega recuo de cortes na Educação

0
201

Horas antes do que se projeta como a primeira grande greve do governo Bolsonaro, aliados e maquina pública batem cabeça nesta noite e divulga informações contraditórias sobre os cortes orçamentários no Ministério da Educação (MEC).

“O presidente Jair Bolsonaro ligou para o ministro Abraham Weintraub na nossa frente e pediu para rever [os cortes] O ministro tentou contra-argumenta, mais não tem conversa”, afirmou o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir ( PSL-GO).

No meio desse impasse, manifestações em universidades e escolas públicas continuam agendada para esta quarta-feira (15) em 26 estados do Distrito Federal, incluindo a Paraíba que terá concentração no Liceu paraibano a partir das 09:00hs e seguirá até o Ponto de Cem Reis, em João Pessoa.

A mobilização faz parte do dia Nacional de Greve na Educação, que é contra os cortes de mais de 30% no orçamento da s instituições federais de ensino. Durante a paralisação, não haverá aula nas universidades e instituições federais.  Sindicatos de diversas categoriais e centrais sindicais também confirmaram presença na mobilização.

 

Deixe uma resposta