Análise do Mi Smart Clock da Xiaomi: Review

0
128

A Lenovo é uma das poucas empresas a lançar despertadores inteligentes com o Google Assistente, pelo que nunca houve muita concorrência neste mercado. A Xiaomi está a tentar mudar isso com o seu novo Mi Smart Clock, um pequeno dispositivo que se encaixa bem em qualquer quarto, no que à decoração do mesmo diz respeito, e a um preço bastante interessante, como a fabricante nos tem habituado.

Infelizmente, estes despertadores inteligentes são prejudicados pelos mesmos problemas que tornam os relógios Lenovo difíceis de recomendar. Eles não são compatíveis com a maioria das aplicações de streaming de vídeo e não exibem alguns dos elementos visuais úteis que os monitores inteligentes completos oferecem.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Eles são realmente focados para um ambiente de quarto, mas, depois de termos em consideração os pontos negativos, até que você pode acabar por gostar deste dispositivo, mesmo tendo em conta as suas limitações.

Design e hardware

Equipado com um ecrã de 4 polegadas, o Mi Smart Clock da Xiaomi tem quase metade do tamanho do Nest Hub, embora pareça um pouco mais robusto devido ao seu design em forma de cunha. A aparência é engraçada, mas não é tão elegante quanto a flutuante do Nest Hub. Tem um único sensor de luz ambiente quase invisível acima do visor, que de qualquer forma é confiável.

A Xiaomi escolheu LCD em vez de OLED, pelo que o ecrã emite algum brilho no escuro, mesmo quando selecionamos o brilho mais baixo nas configurações. O ecrã LCD do Nest Hub é um pouco melhor nesse aspeto, provando que um bom LCD pode ficar bem escuro. As pessoas extremamente sensíveis à luz podem ter problemas com o brilho do Mi Clock, mas felizmente, é possível ter o visor desligado completamente quando está escuro. O ecrã tem ângulos de visão inferiores muito maus, mas em ângulos de visão regulares é bom o suficiente para que possamos ver a hora facilmente.

Na parte superior do Smart Clock, temos um botão mudo para o microfone, ladeado por dois para controlar o volume. Eles fazem um bom som tátil quando você os pressiona e parecem ser firmes, apesar de parecerem um pouco baratos e parecidos com brinquedos. Ao lado deles, temos os dois microfones.

Fazem um trabalho muito bom: o Assistente entende tão bem o utilizador como em qualquer outro altifalante inteligente. Na parte inferior, uma base de borracha garante que o relógio não desliza na mesinha de cabeceira. A parte traseira ostenta um logotipo Xiaomi e um conector micro-USB que podemos utilizar com o cabo fornecido na caixa.

Som

No que diz respeito ao som, o Mi Smart Clock está praticamente no mesmo nível do Google Home Mini original. É um pouco confuso nos médios e agudos – algumas pessoas podem achá-lo um pouco abafado, mas na verdade isto ajuda a combater a qualidade inferior que muitos altifalantes deste tamanho têm.

Este despertador também toca mais alto do que o Home Mini se você precisar de um volume mais elevado para acordar.

Software e desempenho

Este despertador inteligente da Xiaomi exibe um relógio por padrão, e há um total de 12 designs exclusivos para escolher. Para isso, basta o utilizador pressionar no ecrã por alguns segundos para ir alterando o design.

Opcionalmente, também podemos ter acesso ao clima local atual. Tocar no visor uma vez ou deslizar para a esquerda revela as opções do despertador e, quando você deslizar mais, verá algumas informações do tempo, sugestões do seu serviço de streaming de música e os próximos eventos do calendário.

Deslizar de cima para baixo revela outro botão para acessar os alarmes, junto com atalhos para acionar a rotina matinal do Google Assistente, tocar música e ligar a luz noturna – um recurso excelente quando precisamos de nos levantar de madrugada. Um deslizar para cima no ecrã inicial dá acesso às definições de brilho, volume e configurações. Lá, podemos ajustar as nossas preferências de brilho automático e personalizar a cor, o brilho e a duração da luz noturna.

Se você optar por definir um alarme sem controlo de voz, obtém acesso a opções de repetição para as rotinas de despertar diárias. Poderá escolher entre sete toques de alarme diferentes, e é possível ativar um alarme do nascer do sol que acende lentamente o visor do relógio meia hora antes da hora de acordar. Trata-se de um recurso muito útil quando temos que nos levantar no meio da noite ou no inverno. Os sons do alarme são todos agradáveis, embora o volume aumente drasticamente em apenas um ou dois segundos, o que pode ser desagradável.

Se você quiser músicas ou listas de reprodução personalizadas para o seu alarme, precisará dizer ao Assistente para “definir um alarme de música” usando o recurso de áudio padrão do Google Assistente. Também é uma pena que o utilizador possa parar o alarme com um botão físico nesta opção. Você terá que começar o seu dia a gritar “pare!”.

Outro pormenor menos satisfatório é que apertar o botão mudo do microfone para tentar desligar o alarme se você estiver muito ensonado não é uma boa ideia. Após o anúncio do Assistente “o microfone está em silêncio”, o alarme continua a tocar num volume baixo e uma rápida vista de olhos nas configurações após o incidente revela que o volume do alarme padrão foi reduzido globalmente, o que não é um comportamento esperado. Pode acabar por ser muito silencioso para acordar pessoas com sono pesado (ou com deficiência auditiva).

No entanto, o software ainda é agradável no geral e muito bom de usar. As animações são suaves e não há sinais de atraso.

Veredito: Análise XIaomi Mi Smart Clock

O Mi Smart Clock da Xiaomi custa 44,90€ e já está disponível na loja oficial da Xiaomi. Vale a pena comprar? Depende.

Para quem já utilizou despertadores inteligentes, este dispositivo pode ser incrivelmente útil. Vem com um design agradável e discreto, o som é decente para o seu tamanho e tem um bom desempenho com animações suaves.

Também podemos vê-lo como um altifalante com feedback visual, mais do que um despertador inteligente. No entanto, teria sido ótimo ter um ecrã que fica ainda mais escuro à noite e algum tipo de bateria de reserva.