Análise do Marvel’s Avengers — um verdadeiro jogo de super-heróis

0
71
Análise do Marvel’s Avengers — um verdadeiro jogo de super heróis
Análise do Marvel’s Avengers — um verdadeiro jogo de super heróis

Marvel’s Avengers é o mais recente título da Square Enix que chega ás várias plataformas em setembro e promete dar uma verdadeira experiência de super-heróis aos fãs do MCU, tal como nas Marvel Comics. O título é um modelo de ação e aventura em terceira pessoa publicado pela Square Enix que desenvolve a temática dos Vingadores já vista nos cinemas.

Por detrás do jogo está a mesma equipa responsável pela famosa franquia de Tomb Raider e por outros títulos maravilhosos como Project: Snowblind, lançado em 2005. Desta vez, a equipa foi chamada para dar vida a super-heróis em vez de caça tesouros, tendo agarrado nas várias Marvel Comics dos Vingadores originais e passado-as para o universo dos video-jogos, permitindo a muitos reviver a nostalgia das mesmas e até dos filmes.

Ao contrário dos filmes, o título da Square Enix teve de obedecer e focar-se mais nas bandas desenhadas no que nos filmes, de modo a dar aos jogadores algo totalmente novo e fora do MCU visto nos ecrãs de cinema, segundo a equipa. Por isto, os Vingadores iniciais presentes na campanha do jogo têm um aspeto similar aos das Marvel Comics e podem não ser os mesmo do primeiro Marvel’s The Avengers, que estreou nos cinemas em 2012. Para além disso, serão adicionadas mais personagens das BDs ao longo do tempo que todos podem adquirir e jogar com as mesmas de forma gratuita.

Narrativa — cativante e emocionante

Marvel’s Avengers tem como base as Marvel Comics, já referido múltiplas vezes, que fazem a campanha do título começar no Dia-A, o dia onde todos celebram os Vingadores, em São Francisco, onde estes estão a inaugurar uma nova base. A celebração torna-se mortal quando um acidente catastrófico resulta na devastação maciça da cidade e mata o Capitão América. Culpados pela tragédia, os Vingadores acabam por se separar e desaparecer sem deixar rasto.

Após a devastadora tragédia, diversas pessoas morreram e outras adoeceram, tendo por isso ganho super poderes, passando a ser conhecidas como inumanos. Após a doença se ter espalhado, várias regiões do país, como São Francisco, tornaram-se áreas de quarentena. Com o fim dos Vingadores, uma organização chamada A.I.M., Advanced Idea Mechanics, surgiu e prometeu curar os infetados mas, esta é na verdade um grupo criminal que pretende controlar o mundo por meio da tecnologia e, com os Vingadores fora de cena, não há quem os pare.

Agora, cinco anos depois, cabe aos jogadores, no papel da jovem Kamala Khan, reunir de novo os Vingadores para salvar o mundo e mostrar que estes não são uma ameaça, realizando incríveis e maravilhosas missões com os seus super-heróis favoritos, de maneira a por um fim a vilões icónicos. O rumo que o jogo leva irá mudar a forma de pensar e agir de cada jogador em várias situações, recorrendo ao uso dos poderes de cada herói, novas habilidades e táticas para derrotar qualquer inimigo que se atravesse no caminho.

Personagens — verdadeiros super-heróis

Marvel’s Avengers apresenta uma enorme lista de personagens, todas das Marvel Comics, tendo todas elas várias missões, onde os jogadores poderão ficar a conhecer história de cada personagem e jogar com as mesmas, de maneira a desbloqueá-las para as utilizar em quaisquer missões. Todos os heróis adicionados ao jogo poderão ser adquiridos e jogáveis de maneira gratuita pois, segundo a equipa do jogo, não existe conteúdo extra pago pois os jogadores são os donos do jogo.

Inicialmente, o grupo dos Vingadores que os jogadores verão na campanha do título será constituído pelos Capitão América, interpretado por Jeff Schine; Homem de Ferro, interpretado por Nolan North; Hulk, interpretado por Troy Baker; Viúva Negra, interpretada por Laura Bailey; Thor, interpretado por Travis Willingham; Homem-Formiga, com o actor desconhecido; e Kamala Khan, interpretada por Sandra Saad. Esta será a equipa inicial dos Vingadores mas, tal como nos filmes e nas bandas desenhadas, esta aumentará ao longo do tempo, através da chegada de novos super-heróis ao título, tendo já sido confirmados o Hawkeye e o Spider-Man, sendo este exclusivo da versão do título para a PlayStation.

O Capitão América, também conhecido por Steve Rogers, era inicialmente um jovem franzino que atingiu o pico da perfeição humana após uma experiência com o intuito de ajudar os Estados Unidos a vencer a Segunda Guerra Mundial. Perto do fim da guerra, este despenhou uma aeronave no gelo para salvar o mundo e acabou por ficar preso no gelo durante 70 anos. Após esse tempo, foi descongelado e acordado pela S.H.I.E.L.D..

O Homem de Ferro, também conhecido por Tony Stark, era inicialmente um empresário de sucesso que fabricava armas e, numa visita ao Médio Oriente para testar as novas armas, foi capturado e obrigado a trabalhar para os terroristas numa caverna. Dentro da mesma, criou a primeira armadura de ferro, o Mark 1, tendo assim conseguido escapar e regressar a casa, tornando-se o Homem de Ferro.

O Hulk é um selvagem e poderoso alter ego do Dr. Robert Bruce Banner, um cientista que foi atingido por raios gama enquanto salvava um adolescente durante o teste militar de uma bomba por ele desenvolvida. Este adolescente, Rick Jones, tornou-se companheiro de Banner, ajudando-o a manter o Hulk sob controle e mantê-lo longe dos ataques dos militares, que viam a criatura como uma ameaça.

A Viúva Negra foi criada desde a sua infância pelo Programa Operação Viúva Negra da URSS. Petrovitch, o seu pai adotivo, levou-a para o Departamento X, junto com outras 28 jovens órfãs, onde estas foram treinadas em combate e espionagem na instalação secreta “Sala Vermelha”. Lá, a Viúva Negra foi bio-tecnologicamente e psico-tecnologicamente melhorada, o que fez com que se torna-se na espia que é atualmente.

O Thor, Filho de Odin, é o deus supremo de Asgard, lar dos deuses nórdicos, e o deus do trovão. Este, antes de se tornar rei, foi enviado para a Terra para se tornar digno de o ser e para poder usar de novo o Mjölnir , o seu famoso martelo, para poder regressar a casa e se tornar o rei de Asgard, substituindo Odin.

O Dr. Henry “Hank” Pym foi o primeiro Homem-Formiga. Ele é o inventor das partículas Pym, que lhe dão o poder de controlar a sua massa e altura. Após criar a sua partícula a pedido da S.H.I.E.L.D., este afastou-se da mesma para que ninguém rouba-se a sua fórmula, tendo mais tarde tornado-se o primeiro Homem-Formiga.

Ambientação — icónica e memorável

Outra das grandes apostas no desenvolvimento do Marvel’s Avengers foi a ambientação dos cenários do título. Como revelado, o título Triple-A conta com imensos cenários icónicos das Comics da Marvel, onde os jogadores irão desenrolar a campanha do jogo, seja a lutar pelo que está certo ou a descansar depois de longas e incríveis missões.

O empenho e investigação dos produtores foi bastante grande, permitindo níveis de realismo bastante interessantes, tanto nas armas, armaduras e até mesmo nas próprias personagens que vamos encontrando por todo o título. É frequente ver que algumas das personagens fazem sempre o mesmo, de cada vez que passamos por um local, o que pode ser visto como um ponto menos bom, neste aspeto.

O mundo de Marvel’s Avengers é bastante vasto e dinâmico. Tão depressa estamos no Helicarrier, o porta aviões dos Vingadores, como numa base da A.I.M. a derrotar um número variado de inimigos, ou mesmo, em locais fora do mapa, como uma enorme floresta, um grande deserto ou uma casa, onde iremos reencontrar os nossos heróis com o espírito quebrado.

O clima altera e adapta-se em cada local, o que não deixa de ser fantástico e um elemento que não é frequentemente tido em conta. Em cada cenário ou batalha, o clima do jogo altera-se de modo a tornar cada luta inesquecível e diferente da última, tentando assim fazer em parte o mesmo que as bandas desenhadas.

Os diversos edifícios do título também são muito variados e fies ás histórias das Comics, sendo uns muito futuristas e outros mais clássicos, permitindo a muitos jogadores estarem em locais onde sempre sonharam ir. Os vários edifícios tem um papel importante em toda a narrativa do título, tendo muitos deles paredes mais fracas, que os jogadores podem usar para encontrar loot ou uma passagem secreta, de maneira a ter vantagem sobre o inimigo.

Os cenários de batalha são também muito impressionantes, onde cada um é diferente do anterior, dando uma grande diversidade à narrativa mas também à gameplay do título, fazendo os jogadores sentirem que cada batalha é diferente da outra, transmitindo-lhes a sensação de como se estivessem a virar a página de uma banda desenhada entre cada batalha.

Qualidade gráfica — o que se pretendia para o final da geração

O sucesso do título, vai muito além da ambientação e da narrativa. Marvel’s Avengers ambiciona um grande poder gráfico mas, esse enorme poder acaba por afetar a gameplay do mesmo. O título apresenta alguns problemas de renderização, principalmente nas cutscenes, quando jogado na PlayStation 4, deixando de fora a PlayStation 4 Pro, acabando por encravar em alguns momentos do jogo, apesar de estar otimizado para a mesma.

Para além disto, durante alguns momentos de gameplay, é possível notar quedas de fps, especialmente se estiverem muitos elementos no campo de visão do jogador, o que faz com que o jogo trave um pouco, acabando por não ter uma gameplay fluída em alguns momentos de jogo. Isto é algo normal para um título lançado no final da geração atual mas, ao contrário de outros títulos também lançados na mesma altura, Marvel’s Avengers aparenta ser já um pouco pesado para a versão normal da PlayStation 4, deixando de lado a PlayStation 4 Pro, que não apresenta nenhum destes problemas.

Apesar disto, Marvel’s Avengers continua a ter um enorme poder gráfico e uma incrível gameplay e, com a chegada da PlayStation 5, toda a experiência e qualidade gráfica do título vai evoluir para outro nível, devido ao poderoso hardware da mesma, tornando o título ainda melhor do que já é. Para além disto, quem já possuir o jogo na PlayStation 4, terá direito a um upgrade gratuito do mesmo para a PlayStation 5, não tendo os jogadores de pagar mais para uma verdadeira e incrível experiência de super-heróis.

Jogabilidade — trabalhada e heróica

Marvel’s Avengers demonstra o resultado de um grande trabalho de refinamento de animações de combate corpo-a-corpo. Estas mecânicas são muito provavelmente as melhores que podem ser encontradas em jogos deste âmbito. A equipa conseguiu extrair o que de melhor existe em animações de combate com recurso a meras bandas desenhadas dos famosos super-heróis.

Este é um título de grande expetativa e, como tal, a equipa esforçou-se ao máximo para dar aos jogadores uma verdadeira experiência de jogabilidade e combate, que os faz sentirem-se na pele de um verdadeiro herói. Este aspeto é de facto muito importante num título Triple-A e muito importante para quem o vai jogar pois, ao sentir que é a personagem, o jogador terá uma maior conexão e afeto pelo jogo.

As diversas habilidades e armas dentro de jogo proporcionam uma verdadeira e única experiência de jogo que permite aos jogadores tirarem partido dos inimigos para mais fácilmente os derrotarem, na medida em que o jogador sente pleno controlo daquilo que utiliza onde e quando o decide fazer. O calor do momento levará, muito provavelmente, a utilizar os mesmos botões para que se livre do inimigo. Ainda para mais porque estes nunca se encontram a sós e, por isso, é importante ter múltiplos ataques nos mesmos botões, de maneira a ser mais fácil deitar abaixo vários inimigos de uma só vez.

Em relação ás abordagens, estas não variam muito. Existe muito pouco sthealt durante todo o jogo, por isso, a maior parte das vezes os jogadores são obrigados a enfrentarem todos os inimigos, sem possibilidade de os ignorar, algo bastante normal para o tipo de jogo que é o Marvel’s Avengers e as missões que apresenta. Este aspeto é até positivo para o estilo de jogo que temos em mãos mas, não ter muito sthealt ou a possibilidade de ignorar inimigos pode não ser muito apreciado pelos jogadores.

Através de um sistema de combate por habilidades, que podem muito bem ser, a rapidez de ataque, a tática do ataque ou mesmo um “fatality” ou finisher do inimigo, conseguimos uma capacidade de lidar com inimigos mais fortes fisicamente do que nós. Olhe que não são poucos e, cada vez que os eliminamos, ganhamos experiência para desbloquear novas habilidades e materiais para evoluir os equipamentos. Estes modos estão de tal modo apreciados que facilmente os associamos a grandes filmes do cinema, com movimentações realistas e bem trabalhadas.

Não abdicando da sua autonomia, o jogo consegue elaborar um esquema tático para cada tipo de personagem, seja ele herói ou vilão. Se for um jogador atento, perceberá isso facilmente e poderá lidar com eles de forma inteligente. O jogo ajuda-o para todos os efeitos, à distância de algum jogo de manípulos e de teclas conseguirá eliminar seja quem for, mas atenção, não seja precipitado, senão sofrerá as consequências.

Os cenários possuem bastantes elementos destruíveis, podendo até dizer que praticamente todos os cenários de combate são praticamente destruíveis, algo que para o Marvel’s Avengers é bastante positivo pois, como se vê nas bandas desenhadas e nos filmes, praticamente todos os cenários e locais de batalha ficam em ruínas, tal como era de esperar.

Quando falamos da sua evolução enquanto personagem, o jogo incluí um sistema de economia de bens que poderá recolher um pouco por todo o mapa, seja a destruir umas caixas especiais ou a matar múltiplos inimigos. É com esses elementos que os jogadores poderão adquirir novas melhorias para as suas armaduras. É muito importante que estes prestem atenção a tudo que os rodeia pois existirão paredes e passagens secretas com imensos materiais.

Em termos de jogabilidade, Marvel’s Avengers apresenta uma incrível e única experiência de jogabilidade de super-heróis, transmitindo aos jogadores a sensação de ser um verdadeiro super-herói, algo que muitos jogadores vão adorar e, dessa forma, poderão até reviver muita da nostalgia das bandas desenhadas e até dos filmes.

Veredito — uma verdadeira experiência de super-heróis

Marvel’s Avengers proporcionou-me uma experiência incrível enquanto jogador e uma abordagem um pouco diferente mas também comum ao combate corpo-a-corpo. Ainda numa altura em que ainda existem jogos com uma entidade muito própria e que não se deixam levar por tendências, mas conseguem extrair o melhor que se desenvolve na indústria. Fica um enorme agradecimento a toda a equipa da Square Enix por este magnifico jogo de verdadeiros super-heróis que superou as minhas expetativas e fez valer o seu tempo de espera.

Não posso deixar de manifestar a minha satisfação com a dobragem de todo o jogo em Inglês e, tenho pena que este não tenha sido dobrado para Português de Portugal, que se revelou muito completa e com sentido lógico sem grandes reparos na coerência linguística de todo o discurso.

Ainda tenho um longo caminho pela frente na derrota da A.I.M., mas com o pleno conhecimento daquilo que melhor foi aplicado dentro de jogo, desde uma complexa narrativa, passando pelos gráficos incríveis, mas com alguns problemas de renderização de texturas, bem como, ao nível da jogabilidade com tudo o que de bom isso pode trazer para a experiência de um jogo deste tipo.

Em suma, todo o Marvel’s Avengers é uma verdadeira e incrível experiencial de super-heróis, com uma incrível narrativa e cativantes e emocionantes missões e, apesar dos seus problemas de renderização de texturas e quedas de fps, continua a ter uma excelente qualidade gráfica e é ainda um incrível título Triple-A que coloca os jogadores na pele de vários heróis amados por muitos e que faz qualquer adorar e não para de jogar este incrível jogo.

Aproveito ainda para agradecer a oportunidade de poder avaliar este tremendo título, Marvel’s Avengers, que foi somente possível graças ao tremendo trabalho desenvolvido entre o Mais Tecnologia e a Bandai Namco que permitiram que tudo isto acontecesse. Fica a nossa recomendação de compra deste título que se revelou ainda mais interessante do que a ideia inicial apontava.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões