Acadepol realiza treinamento para policiais da DRACO na Paraíba

Foto: Reprodução

A Academia de Ensino da Polícia Civil da Paraíba (Acadepol) realizou na última semana o Curso de Nivelamento de Procedimentos para os policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO). Foram 50 horas-aula de instruções, que contaram com a participação do Grupamento Tático Aéreo (GTA) e da Gerência de Tecnologia e Informação (GTI), ambos da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds).

O treinamento faz parte das ações estratégicas aplicadas pela Delegacia-Geral da Polícia Civil, tendo em vista o alto desempenho da DRACO no combate às organizações criminosas na Paraíba, cujos resultados têm sido destaque dentro e fora das esferas governamentais. A queda nos ataques a agências bancárias, por exemplo, tem sido atribuída, em grande medida, às ações dessa delegacia especializada.

“Essa equipe tem desarticulado vários grupos criminosos no nosso estado, muitos deles com ramificações em outras unidades da federação, como Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, dentre outros. Uma das prisões de maior repercussão na Paraíba nos últimos anos foi a de m traficante procurado pela justiça do Rio de Janeiro, membro da milícia que estaria envolvida na morte da vereadora Marielle Franco. Essa prisão, realizada pela DRACO em julho de 2021, repercutiu em praticamente todos os grandes veículos de imprensa do Brasil. Então, é uma equipe que vem fortalecendo o nome da Paraíba, no quesito segurança pública”, disse o delegado-geral, André Rabelo.

Foto: Reprodução

Durante os treinamentos, os policiais reforçaram conhecimentos sobre progressão em área conflitada ou de possibilidade de confronto iminente; patrulha rural e urbana; entradas táticas; táticas em dupla; abordagem de alto risco; e a execução de simulações de confronto utilizando munições reais.

“Foi cobrado dos policiais a perfeita execução dos procedimentos, independente do cansaço ou do elevado nível de estresse. Um treinamento muito ‘puxado’ e que certamente deixou a equipe ainda mais preparada para cumprir a sua missão”, destacou o delegado Diego Beltrão.

Especialista no assunto

O curso foi ministrado pelo Investigador Daniel Sales, que já participou de diversos cursos de operações tático-policiais, realizados por instituições de vários estados brasileiros.

“De maneira geral, o treinamento teve o intuito de padronizar ações táticas que minimizem o confronto, mas que, ao mesmo tempo, tornem o policial ainda mais preparado para uma eventual necessidade de combate. No fim das contas, quem ganha mesmo com isso é a sociedade paraibana, pois todo esse esforço tem como objetivo-fim melhorar a segurança da população”, declarou o investigador.

Foto: Reprodução

O ano inteiro

Relembre doze ações de impacto realizada pela DRACO, de junho/2021 a junho 2022:

Junho, 2021: Investigação da DRACO/PCPB resultou na apreensão de 135 artefatos explosivos na cidade de Esperança. Material seria usado em ataques a agências bancárias na Paraíba e em outros estados.

Julho, 2021: A DRACO/PCPB prendeu no município de Queimadas um dos chefes da ‘Gardênia Azul’, milícia do Rio de Janeiro citada pela imprensa carioca como a que mandou matar a vereadora Marielle Franco.

Agosto, 2021: Investigação da DRACO/PCPB localizou o paradeiro de um dos criminosos mais perigosos do sertão paraibano. Ele respondia a 13 processos criminais por roubo a banco, homicídio, tráfico de drogas e associação criminosa. Ao ser abordado, atirou contra os policiais e acabou morrendo em confronto.

Setembro, 2021: DRACO e GOE, com o apoio da 3ª Superintendência da PCPB e da PRF, prenderam no sertão da Paraíba 19 investigados por envolvimento em organizações criminosas. Dois deles eram procurados pelas polícias do Maranhão e do Piauí. Fuzis e explosivos foram apreendidos durante a operação policial.

Outubro, 2021: A DRACO e o GOE da Polícia Civil, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, resgataram o motorista de uma grande empresa brasileira, cujo caminhão havia sido roubado. A investigação ganhou o nome de Operação Carga Pesada.

Novembro, 2021: DRACO/PCPB deu apoio à Polícia Civil do Rio Grande do Norte, na prisão de um assaltante de carro-forte procurado pela justiça daquele estado. Ele foi preso na cidade de Patos(PB) e estava entre os foragidos do Presídio PB1, de João Pessoa.

Dezembro, 2021: DARCO/PCPB apreendeu mais de 300 quilos de drogas e cerca de R$ 1,3 milhão em dinheiro, no município de Alagoinha. O dinheiro e os entorpecentes pertenciam ao crime organizado.

Janeiro, 2022: DRACO e GTE de Patos deram apoio a uma investigação da Polícia Civil de Pernambuco, que resultou em mandados de prisão contra envolvidos em roubos de carga. Na Paraíba, os alvos foram presos na cidade de Patos. Denominada Operação Transbordo, a investigação prendeu criminosos na Paraíba, em Pernambuco e no Ceará.

Fevereiro, 2022: Investigação da DRACO/PCPB resultou na prisão de um assaltante de banco no Mato Grosso do Sul. Ele foi preso em Campo Grande, para aonde fugiu após cometer crimes na Paraíba.

Março, 2022: DRACO/PCPB e Polícia Civil do Ceará prendem em João Pessoa um dos chefes de uma facção criminosa instalada no estado cearense. Ele foi preso em um residencial no bairro do Valentina, na capital paraibana.

Abril, 2022: DARCO/PCPB e GAECO/MP prenderam em Campina Grande um dos membros de uma organização criminosa investigada pelo Ministério Público de São Paulo, por movimentar cifras milionárias com jogos de azar.

Maio, 2022: DRACO e GOE apreendem fuzil e prendem quatro investigados por roubo ao Banco do Brasil em Campina Grande. Parte do grupo foi presa em uma casa de luxo na praia de Fagundes, no município de Lucena (PB).

Junho, 2022: DRACO prendeu em Sousa um dos assaltantes que atacaram um carro-forte no município de Aparecida. O crime aconteceu um mês antes.

Fonte: Ascom/Polícia Civil da Paraíba