A Virgin quer saber se resolveu o fracasso de Dezembro

0
81

O último grande teste da Virgin Galactic havia terminado sem festejos. A empresa revelou entretanto que o motor ´rocket motor´ spaceShipTwo não acendeu durante o anterior teste da Spaceport America, deixando a máquina a deslizar novamente para a Terra.

Tanto a estrutura da nave como a tripulação estão “em grande forma”, e há motores de reserva à mão. Ainda assim, a empresa só podia prometer que faria outra tentativa “em breve”, e era muito cedo para determinar a causa do fracasso nesta fase.

A Virgin Galactic está pronta agora para dar outra oportunidade à SpaceShipTwo depois do seu último voo ter na altura do lançamento, terminado com uma falha de motor. A empresa privada de voo espacial espera agora realizar o seu próximo voo de teste ´rocket-powered´ daqui a uns dias, a 13 de fevereiro, com hipóteses mais tarde no mês, se a data de lançamento inicial não for entretanto viável. A preparação pré-voo já está em andamento, incluindo a formação para o avião anfitrião VMS Eve.

Sem surpresas, a Virgin está agora ansiosa por verificar o “trabalho de reparação” destinado a resolver o fracasso de 12 de dezembro. Este voo irá então incluir todos os testes destinados ao voo anterior, tais como a avaliação de partes da cabine de todos os seus passageiros, livestreaming para o solo e a verificação dos componentes atualizados, como os estabilizadores horizontais e os controlos de voo.

Muito ficará a depender deste lançamento, mais do que o habitual. A missão de dezembro era para ser um dos primeiros voos com foguetes desde fevereiro de  2019, e um dos últimos testes antes da Virgin mudar o seu foco para as suas operações de turismo espacial. Se a empresa quer de futuro transportar clientes, e relativamente em breve, precisa de efetuar mais testes como este para o conseguir sem problemas.

Fonte: Engadget

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões