A Síndrome de Down nunca foi uma limitação na vida deste homem

Aos 3 meses de vida a Síndrome de Down foi diagnosticada em Edgardo Pezzettoni, um argentino de 51 anos, que sempre teve o incentivo de sua mãe, Noemí, para se desenvolver e aproveitar a vida ao máximo.

Desde a sua infância, Edgardo foi incluído na sociedade através da prática da música, do esporte e das artes cênicas. Seu desenvolvimento foi acompanhado por especialistas e pelas escolas especiais que frequentou ao longo da vida.

Aos 30 anos de idade Edgardo começou a trabalhar na fábrica da Mercedez Benz, onde ficou até se aposentar, aos 50 anos. Sua vida adulta sempre foi independente, morando e se locomovendo sozinho, apesar de poder contar com a irmã Georgina, que mora a três quadras da casa dele.

Uma história de superação

Georgina, uma agente imobiliária e escritora, sempre teve muito orgulho de cada conquista do irmão, que passou a vida vencendo limitações e, até hoje, continua planejando novas realizações.

Em homenagem a Edgardo, e apoio a todas as famílias de portadores da Síndrome de Down, Georgina escreveu o livro ?Meu irmão e eu?, que já está na segunda edição.

No livro ela conta sobre como é viver com Edgardo e o quanto ele se mostrou cada vez mais forte e independente, principalmente após o falecimento de sua mãe, em 2010. Faz questão de salientar que ele é uma pessoa muito positiva e capaz de se adaptar muito bem às mudanças que a vida traz.

Juntos, eles apresentaram o livro e falaram sobre sua experiência no Congresso Anual da Associação Nacional de Síndrome de Down dos Estados Unidos, sendo reconhecida como uma das mais vitoriosas histórias de independência de um portador da síndrome.

Hoje, aposentado, os planos de Edgardo incluem realizar seu sonho de ser cantor. Ele pretende dedicar-se ao canto e se apresentar homenageando seu ídolo Sandro, um cantor popular argentino, conhecido em toda a América Latina.

Compartilhe esta bela história de superação com todas as pessoas que duvidam da capacidade de um portador de Síndrome de Down ou de outras limitações físicas ou mentais. Com dedicação, incentivo e determinação, todos podemos alcançar nossos sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *