4 DICAS DE ERGONOMIA PARA O CONFORTO DE MOTORISTAS

0
100
Olichel / Pixabay

Você passa boa parte do dia sentado dirigindo? Se respondeu sim a essa pergunta, seguir algumas dicas para o conforto e melhor ergonomia enquanto dirige é indispensável.

Mas o que é exatamente ergonomia? Ergonomia nada mais é do que manter uma postura adequada ao trabalhar com máquinas, computadores, carros ou qualquer ferramenta.

Em busca do conforto

Motoristas costumam permanecer por muitas horas na mesma posição e realizando os mesmos movimentos. Manter o corpo por muito tempo consecutivo em uma má postura pode acarretar inúmeros problemas à saúde. Então, afinal, como deve ser a postura do motorista ao carro?

Se você tem dúvidas, não se preocupe! Leia esse post e descubra 4 dicas de ergonomia que você deve adotar no seu dia a dia para sentir um maior bem-estar, ter mais qualidade de vida e fugir das lesões. Confira!

1. Ajuste o carro corretamente

Cada carro pode e deve ser ajustado de acordo com a estatura de cada motorista. O banco é o principal acessório ajustável e deve-se dedicar atenção especial a ele. A coluna deve estar sempre ereta e totalmente apoiada ao banco, por isso o ajuste do banco é indicado que fique entre 100 e 110 graus, nunca muito deitado ou muito para frente.

Posicione os espelhos de modo que você não necessite esticar o pescoço a todo o momento para conseguir enxergá-lo. Procure deixar o carro o mais próximo do seu alcance possível, mantendo a postura correta. Essas ações diminuirão a pressão nas articulações e principalmente na coluna, evitando e futuras lesões.

2. Mantenha a postura certa

Depois de ajustar a máquina, é a hora de ajustar a sua postura! Essa é uma das partes mais difíceis, pois normalmente as pessoas não notam que estão em uma postura incorreta e ofensiva à saúde e, por isso, têm dificuldade em mudá-la.

Veja abaixo como você deve posicionar as principais partes do seu corpo no carro.

Cabeça

A cabeça deve estar totalmente em contato com o encosto superior do banco, que deve ser ajustado de acordo com a altura do motorista. A parte final do encosto deve ficar na altura dos olhos, preservando o pescoço em caso de colisão.

Coluna

A região lombar da coluna, ou seja, a parte mais abaixo, deve estar em contato com o banco. Caso não seja possível pela postura da coluna, o mais indicado é usar um suporte para a lombar, como uma almofada ou uma toalha dobrada, entre você e o banco.

Caso você perca o posicionamento correto da lombar, todo o alinhamento da coluna será prejudicado, ocasionando possíveis dores nas costas.

Braços

Os braços não devem estar totalmente estendidos, pois assim há grandes chances de haver uma sobrecarga desnecessária nos ombros e no pescoço. A melhor posição para o motorista é aquela em que os cotovelos se encontram levemente flexionados, e as mãos seguram a lateral da direção.

Quadril

O quadril tem parte importante no processo de posicionamento correto ao veículo. É em cima dele, mais precisamente do osso chamado ísquio, que o motorista deve sentar-se, procurando distribuir o peso entre a parte posterior da coxa e o quadril.

Muitos, por estarem posicionados longe do volante, e com a coluna sem apoio no banco, acabam se sentando em cima do osso do sacro, forçando a coluna lombar e aumentando o risco de desenvolver hérnia de disco.

Pernas e joelhos

Os joelhos e as pernas não devem estar muito flexionados, para não forçar a coluna. O indicado é que eles sejam levemente flexionados, podendo ser mantidos na altura do quadril ou um pouco acima dele.

Uma boa maneira de medir a posição é verificar se você consegue pressionar o pedal da embreagem com o pé esquerdo sem que as costas se desencostem do banco, e sem que o joelho fique totalmente estendido. Caso não seja possível, algum ajuste precisa ser feito na altura do banco ou na postura.

Pés

Para evitar um sobrepeso desnecessário na lombar, os calcanhares devem estar sempre apoiados no chão do carro. Além disso, a distância correta dos pedais é aquela em que os pés se encostam a eles, ao mesmo tempo em que o joelho permanece levemente flexionado.

É preciso cuidar para que ele não fique nem totalmente estendido, e nem flexionado com um grande ângulo, pois isso forçará o quadril e as costas.

3. Alongue-se ao longo do dia

Agora que você já descobriu como deve ajustar e manter o corpo dentro do carro é a hora de aprender alguns alongamentos para aqueles momentos de congestionamento ou enquanto você estiver esperando entre uma corrida e outra.

Pescoço e trapézio

Coloque a palma da mão direita na orelha esquerda, passando o braço por cima da cabeça e puxe-a suavemente em direção ao ombro. Segura nessa posição em torno de 10 a 15 segundos e repita para o outro lado. Após executar para os dois lados, encoste o queixo no peito e sustente essa posição por 10 segundos.

Antebraço

Estique o braço direito e com a mão esquerda sustente os dedos para baixo por 10 segundos. Repita com a outra mão.

Pernas

Com o pé esquerdo apoiado ao chão, puxe o joelho direito para cima e sustente essa posição por 10 segundos. Repita com a outra perna.

Tronco

Apoie a mão ao lado do banco e gire o tronco com cuidado. Permaneça na posição por 10 segundos e repita para o outro lado.

Importante: É preciso realizar os alongamentos com cautela, principalmente aqueles em que os olhos são desviados do trânsito. Prefira os alongamentos que você consiga ficar atento com o que está acontecendo e deixe os demais para quando o carro estiver parado em um local seguro.

4. Respeite os limites do seu corpo

Respeitar o limite do corpo é uma dica preciosa. É muito importante aprender a escutar o organismo. Se você estiver muito cansado, encoste o carro, estique-se, faça alguns alongamentos e depois prossiga.

Lembre-se de que poucos minutos já fazem a diferença, por isso, nunca dirija sob grande pressão ou com dores.

Dirigir por muito tempo pode ser muito desconfortável, especialmente se você não acertar a postura correta. É preciso estar atento a todos os detalhes para preservar a saúde e adicionar qualidade de vida ao dia a dia. Manter a ergonomia durante o trabalho é essencial para que esses objetivos sejam conquistados.

Agora que você aprendeu muitas dicas sobre ergonomia para motoristas é a hora de colocar tudo em prática! Está esperando o que para começar? Ah, não se esqueça de deixar um comentário no post nos contando a sua experiência ou se tiver qualquer dúvida!

Deixe uma resposta