13º salário do INSS será antecipado em 2021? Saiba como o benefício vai funcionar no próximo ano

0
118

O Decreto nº 10.410, publicado no Diário Oficial da União (DOU) em 1º de julho de 2020, autorizou o pagamento antecipado do abono de natal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Sendo assim, em 2021 e nos próximos anos, o 13º salário do INSS será depositado em duas parcelas.

Além da antecipação do 13º salário do INSS, haverão outras mudanças para os benefícios.

Inclusive, o decreto foi publicado com o intuito de atualizar o Regulamento da Previdência Social às regras da Nova Previdência.

Como será pago o 13º salário do INSS 2021?

A primeira parcela do 13º salário do INSS 2021 e dos outros anos será paga em agosto, no valor de 50% do benefício. Já a segunda parcela com o valor restante terá o depósito em novembro.

Além das quantias, o aposentado ou pensionista do INSS receberá o benefício do mês correspondente.

A antecipação contemplará os que fazem jus a aposentadoria, pensão por morte, salário maternidade, auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente e auxílio-reclusão.

Algumas mudanças do INSS

O Decreto n° 10.410, que trata da antecipação do abono natalino, apresentou também outras mudanças, como o acréscimo de segurados na modalidade de contribuinte individual. Sendo assim, agora abrange os artesãos, motoristas de aplicativo, representantes e empregados com contrato de trabalho intermitente.

Também, os direitos previdenciários foram estendidos aos trabalhadores domésticos, podendo receber benefícios acidentários, como por exemplo auxílio por incapacidade temporária e aposentadoria por incapacidade permanente.

A última modificação consiste na unificação do valor para o salário-família, cuja cota passa a ser de R$ 48,62. O benefício é pago aos segurados que recebem salário igual ou inferior a R$ 1.425,56, em 2021.

Veja ainda: 14º salário do INSS vai sair? Proposta entra em votação no Congresso